Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Apesar da mensagem ser muito mais profunda (e bonita!), o Evangelho do próximo Domingo parece, à primeira vista, uma simples lição de etiqueta e boas maneiras: «Quando fores convidado para um banquete nupcial, não tomes o primeiro lugar. Pode acontecer que tenha sido convidado alguém mais importante que tu; então, aquele que vos convidou a ambos, terá que te dizer: ‘Dá o lugar a este’; e ficarás depois envergonhado, se tiveres de ocupar o último lugar. Por isso, quando fores convidado, vai sentar-te no último lugar; e quando vier aquele que te convidou, dirá: ‘Amigo, sobe mais para cima’; ficarás então honrado aos olhos dos outros convidados. Quem se exalta será humilhado e quem se humilha será exaltado».

Obviamente, uma leitura mais atenta revelará a bonita catequese que esta página nos propõe: Jesus Cristo pretende ensinar aos seus discípulos a importância da humildade, da gratuidade e do amor desinteressado. Estas são atitudes fundamentais para quem quiser participar no banquete do “Reino”.

Contudo, não podemos negar uma certa ligação entre as boas maneiras e o espírito cristão. As boas maneiras envolvem normalmente duas coisas: senso comum e “sentido do outro”. Estes dois elementos (principalmente o segundo) estão em perfeita sintonia com os valores do Evangelho. As boas maneiras são, essencialmente, um instrumento que nos ajuda a cultivar a atenção que dedicamos aos outros. Ajudam-nos a receber bem e a tratar com delicadeza as pessoas que nos rodeiam. Caro leitor, que não haja ilusões: maus modos e má educação não são compatíveis com o Caminho do Senhor.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
8.8
X