Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Paris FC perdeu em casa por 0-3 frente ao Bordeaux, num jogo a contar para a 10ª jornada do Campeonato francês da primeira divisão de futebol feminino, a D1 Arkéma.

A equipa parisiense ocupa atualmente o sétimo lugar com 11 pontos, enquanto o Bordeaux está na terceira posição com 21 pontos.

O LusoJornal falou com a centrocampista franco-portuguesa de 25 anos, Cindy Ferreira, que integra esta equipa do Paris FC desde o verão de 2019, ela que já passou pela VGA Saint Maur entre outros clubes.

 

Como tem sido o início da temporada?

Acho que podíamos ter feito melhor. Não é um início de temporada mau, mas também não é excelente. Penso que vamos melhorar com o decorrer dos jogos.

 

Quais são os objetivos do clube?

O Top-3. Nada está comprometido, uma temporada é longa. Tudo pode acontecer no futebol e não estou preocupada.

 

Quais são os seus objetivos pessoais?

Conseguir agarrar um lugar nesta equipa, alcançar um lugar no onze inicial e impor-me neste grupo.

 

Como chegou ao Paris FC?

Tive a oportunidade de passar testes no Paris FC. Tudo correu bem e acabei por assinar.

 

Foi uma surpresa ou não?

É verdade que vivi temporadas complicadas, mas sempre consegui levantar-me e ir para outras equipas. Não quero passar ao lado de uma oportunidade, então dou tudo para alcançar os meus objetivos.

 

Ainda pensa na Seleção portuguesa?

Claro que continua a ser um objetivo. Neste momento ainda é cedo porque cheguei recentemente ao Paris FC, cheguei a este grupo de trabalho ainda há relativamente pouco tempo, mas sim, o objetivo é tentar integrar a Seleção.

 

A Mélissa Gomes, que joga no Reims, está na Seleção, é um exemplo?

Ver que o Selecionador conta com uma jogadora como a Mélissa, que é franco-portuguesa, isso motiva. Quero seguir a mesma via. Ela está no Reims, na primeira divisão francesa e estou muito feliz por ela porque ela merece isto tudo. E espero que a próxima a juntar-se à Seleção possa ser eu, e outras jogadoras como a Mariane Amaro, que é uma amiga. Isto sem falar de outras jogadoras portuguesas que estão no Campeonato de França. Espero que mais jogadoras lusodescendentes possam ter a oportunidade de vestir a camisola de Portugal e mostrar o valor que têm.

 

Recentemente Portugal defrontou os Estados Unidos, e acabou por perder duas vezes (4-0 e 3-0), são resultados normais?

Jogar frente às Campeãs do mundo, acho que temos de ser realistas, e alcançar estes resultados, podemos dizer que não são maus. É mais experiência acumulada para as jogadoras da Seleção.

 

Na Liga dos Campeões tivemos um duelo franco-português em que o Braga foi eliminado pelo PSG, podia-se esperar melhor ou não da equipa bracarense (0-7 e 0-0)?

Há uma grande diferença de nível entre a França e Portugal, mas o resultado foi pesado.

 

LusoJornal Artigos
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
10.0
X