Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Cine Clube de Viseu anunciou que vai reiniciar as sessões de cinema no auditório do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) com o ciclo “Retoma”, desta vez com menos lugares disponíveis e com entrada livre.

A abrir o novo ciclo de cinema, está uma curta-metragem de 2019, de Regina Pessoa, “Tio Tomás, a Contabilidade dos Dias”, que a realizadora concebeu a partir das memórias afetivas e visuais da infância, para homenagear o seu tio Tomás. Desde a estreia, há um ano, a ‘curta’ de 13 minutos já foi distinguida com os principais prémios de vários festivais, entre os quais o de Annecy.

Da programação faz ainda parte, no dia 18 de junho, “Retrato da Rapariga em Chamas”, um filme de 2019, de Céline Sciamma, que coloca o espectador em França, nos finais do século XVIII, no meio do processo de elaboração do quadro de uma mulher que não quer ser retratada.

A 09 de julho chega “Liberté”, de 2019, do realizador Albert Serra que leva o espetador a viajar até França, para acompanhar um grupo de libertinos franceses do século XVII, fugidos ao regime conservador de Luís XVI, e que procuram apoio do duque de Walchen, um famoso sedutor alemão de mente aberta e que não se deixa vergar pela hipocrisia e falsa virtude da sociedade.

Rodado integralmente em Portugal, nomeadamente na Serra de Sintra, “Liberté” distinguiu-se pela sua fotografia e conseguiu o Prémio Especial do Júri no Festival de Cannes, no ano passado, na secção Un Certain Regard.

 

Cultura
X