Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O lusodescendente Dj Bonito tem 33 anos e está a passar o período de confinamento por causa da pandemia de Covid-19 em casa, no departamento dos Yvelines, nos arredores de Paris.

E para ajudar a passar este “momento difícil”, mixa ao vivo na rede social Facebook. “É para esquecer por um momento este período difícil para todos os que me seguem” diz ao LusoJornal. Para além disso, faz mixagens que coloca depois no seu canal no YouTube “para trazer o sol a todos”, comenta.

Desde pequeno que Dijay Bonito gosta de música e toca piano. “Eu sempre sonhei em ser Dj” conta ao LusoJornal. E conseguiu realizar, pelo menos, este sonho, já que é dijay há 5 anos. Mixta em várias boîtes, pubs e clubes, como o Newbell Club, o Molière Club, o Dorian’s Pub…

Dj Bonito tem as suas origens na região de Viseu e considera que a música é “a melhor maneira de expressar as minhas emoções”. E o lusodescendente sabe do que fala já que perdeu a filha há cerca de um ano e meio no seguimento de uma doença grave. “Continuo a música para ela” confessa.

Quando esta pandemia passar, Dj Bonito espera “que o aspeto financeiro de cada país se volte para o que deve ser o essencial, que é a saúde. Que todo o povo permaneça unido” conta ao LusoJornal. “Acho que haverá um pós-Covid-19. Nada poderá nunca mais ser igual. Pelo menos falo por mim”.

 

Cultura
X