Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas tinha anunciado a criação de uma linha excecional de apoio às associações no quadro da atual pandemia de Covid-19, mas Berta Nunes explicou agora, numa entrevista à jornalista Paula Machado da RDP internacional, que estes subsídios excecionais só serão atribuídos a associações de apoio social.

Todos os anos, a Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas atribui, através da Direção Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas (DGACCP) subsídios às associações portuguesas, no quadro de um concurso público. Este ano foram atribuídos mais de meio milhão de euros em subsídios, conforme já foi noticiado pelo LusoJornal.

“Mas tendo em conta que estamos numa situação excecional, estamos a preparar um apoio excecional às associações que estão a funcionar e que estão a dar apoio a pessoas das nossas Comunidades mais carenciadas” explica Berta Nunes. “Por exemplo às pessoas seniores, às pessoas que estão em lares que muitas vezes dependem não da capacidade das pessoas pagarem, mas dos donativos da própria Comunidade, temos algumas situações que sabemos que existem e que poderão estar a necessitar de apoio adicional, às associações que trabalham com sem-abrigos, que façam visitas a detidos e apoiem os detidos, por exemplo, quando eles são libertados, às associações que estejam a apoiar famílias da Comunidade portuguesa que tenham ficado desempregadas e estejam em dificuldades… este apoio extraordinário será direcionado para essas associações e não para o movimento associativo em geral”.

 

Comunidade
X