Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

 

1215: O rei João-Sem-Terra, de Inglaterra, assina a Magna Carta, documento na base do moderno parlamentarismo.

1594: Nasce o pintor francês Nicolas Poussin.

1756: Derrota dos portugueses em Goa pelos maratas.

1915: O Reino Unido convida Portugal a integrar as operações aliadas da Grande Guerra 1914-18.

1969: Georges Pompidou é eleito presidente da República Francesa.

1970: Morre, aos 77 anos, José de Almada Negreiros, artista plástico, escultor, escritor, fundador da revista Orpheu, autor de “Nome de Guerra” e do “Manifesto Anti-Dantas”.

1982: Inauguração do Frágil, no Bairro Alto, em Lisboa.

1987: O Prémio Robert Schuman do Parlamento Europeu é entregue ao Presidente português Mário Soares.

1990: António Ramalho Eanes abandona o Partido Renovador Democrático.

1996: Morre, aos 79 anos, a cantora de jazz norte-americana Ella Fitzgerald.

 

Este é o centésimo sexagésimo sexto dia do ano. Faltam 199 dias para o termo de 2022.

Pensamento do dia: “A nenhum homem será vendido, negado ou atrasado o direito à Justiça”. Cláusula 40 da Magna Carta, assinada pelo rei João de Inglaterra, em 1215.

 

X