Dia 31 de dezembro, último dia do ano

Donativos LusoJornal

 

1821: É criado o Banco de Lisboa, o primeiro banco emissor português. Em 1846, daria lugar ao Banco de Portugal.

1869: Nasce Henri Matisse, precursor do fauvismo, nome chave da arte no século XX.

1961: Golpe de Beja contra a ditadura do Estado Novo. Humberto Delgado entrara clandestinamente em Portugal para comandar a revolta.

1978: Morre, em combate, Nicolau dos Santos Lobato, presidente da Frente de Libertação de Timor-Leste. Tinha 32 anos.

1983: Dois mortos e 34 feridos na estação Saint-Charles de Marseille, na explosão de uma bomba colocada perto dos cacifos automáticos. Alguns minutos antes, uma outra explosão causa três mortos e três feridos a bordo do TGV Marseille-Paris, na zona de Tain-l’Hermitage. Estes dois atentados são reivindicados pela «Organização da luta armada árabe».

1999: Demite-se Boris Ieltsin, Presidente da Federação Russa. O chefe do governo, Vladimir Putin, assume as funções.

2005: Arranca o Rali Lisboa-Dakar, 28ª edição da prova de todo-o-terreno, com partida de Portugal, pela primeira vez.

 

Este é o tricentésimo sexagésimo quinto e último dia do ano de 2022.

Pensamento do dia: «Não há certeza alguma neste mundo e tanto basta para dar alforria ao espírito do homem». Ricardo Jorge (1858-1939), médico, cientista, historiador e investigador português.