Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A nova unidade hoteleira de Valpaços dispõe de 29 quartos e de um spa com tratamentos à base de azeite, criou 34 postos de trabalho e representa um investimento de três milhões de euros, anunciou o promotor.

O Olive Nature Hotel & Spa fica localizado em Valpaços, distrito de Vila Real, um concelho produtor de azeite de Trás-os-Montes DOP (Denominação de Origem Protegida), um produto endógeno que o empreendimento quer valorizar.

A Quinta Dona Adelaida, em Valpaços, foi adquirida em 2015 pelos proprietários da Quinta da Pacheca, situada em Lamego, em pleno Douro vinhateiro, que também são os donos da Agribéria, em Orléans, e que decidiram criar na cidade transmontana um novo hotel que se complementa com um restaurante e um spa.

“Lançamos o desafio de escolher o Olive Nature Hotel & Spa como ponto de partida para a descoberta da Terra Quente e da Terra Fria transmontana, com a certeza que pode também, a qualquer momento, desfrutar de um espaço calmo e relaxante, ideal para retemperar forças”, referiram em comunicado os responsáveis da unidade.

À Lusa, os promotores adiantaram que o empreendimento representa um investimento de três milhões de euros e criou 34 postos de trabalho.

A unidade hoteleira abriu portas em ‘soft oppening’ para testar os serviços e instalações.

O Olive Nature Hotel & Spa possui 29 quartos com varandas com vista para a piscina exterior e os jardins, podendo as famílias desfrutar de quartos que se comunicam e de dois apartamentos de tipologia T2 e T3, totalmente equipados.

A unidade dispõe ainda de piscina interior aquecida, permitindo assim o seu usufruto em qualquer época do ano.

Os responsáveis desta unidade referiram que Valpaços é o sexto maior concelho entre os 12 municípios que compõem a área de produção do azeite de Trás-os-Montes DOP, pelo que foi “com naturalidade” que o Olive Spa by Dona Adelaide apostou nos tratamentos à base de azeite, designadamente em “tratamentos de rosto, de corpo, especialmente pensados para grávidas ou específicos para homens”.

O objetivo foi “resgatar os saberes e conhecimentos locais” e criar “tratamentos exclusivos de assinatura” onde são “utilizados ingredientes provenientes da região e plantas colhidas dos jardins”.

O empreendimento dispõe ainda de quatro salões com uma capacidade de ocupação que pode chegar às mil pessoas e destinados a eventos sociais, casamentos, batizados, aniversários ou eventos de empresas.

O restaurante tem como ex-libris o fumeiro produzido na quinta, combinando-o com os outros produtos da região, como o azeite e a castanha. “Desafiamos os hóspedes a embrenharem-se nos modos e costumes desta região, visitando o ‘atelier de fumeiro regional’, onde são produzidas, de modo tradicional, os famosos enchidos deste território, como as alheiras, o salpicão, a linguiça”, concluíram os responsáveis do hotel.

 

Empresas
X