Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Faleceu esta quarta-feira, dia 15 de janeiro, em Portugal, onde se encontrava, Maria Fernanda Pinto, figura conhecida na Comunidade portuguesa de França.

Maria Fernanda Pinto licenciou-se em Física nuclear na Universidade de Paris 8 e trabalhou na Escola Politécnica de Paris, cidade onde vivia, casada há 55 anos com Aurélio Pinto.

Depois de se reformar, Maria Fernanda Pinto dedicou-se a actividades relaccionadas com a Comunidade portuguesa. Integrou as equipas de animação do Rádio Clube Português e depois da Frequência Portugal FM, rádio da qual foi, aliás, Directora de antena. Animava essencialmente programas culturais e para crianças. Também fez programas na Radio Féminin Plurielle e na Rádio Aligre.

Foi colaboradora do Jornal Encontro e depois colaborou assiduamente com o LusoJornal, durante muitos anos, embora ultimamente estivesse contrariada com o Novo Acordo Ortográfico, ao qual se opunha fortemente.

Era amiga de vários artistas, nomeadamente dos surealistas Isabel Meyrelles, Cruzeiro Seixas e Santiago Ribeiro. Como o marido, criou uma galeria virtual de arte, a GAPP e organizou, directamente ou indirectamente, muitas exposições de artistas portugueses, sobretudo radicados em França.

Foi Administradora da Coordenação das colectividades portuguesas de França (CCPF) na altura em que o marido, Aurélio Pinto, assumiu a Presidência daquela estrutura durante dois mandatos. Acompanhou de muito perto projectos como o Festival de Teatro Português em França.

Também foi militante ativa da Secção de Paris do Partido Socialista português, onde aliás o marido assumiu as funções de Secretário Coordenador.

Maria Fernanda Pinto e Aurélio Pinto constituíam um casal fusional e foi o marido quem deu a notícia da morte de Maria Fernanda Pinto, explicando que estava internada desde 14 de dezembro, com graves problemas cardio-vasculares. “Não realizo o que me aconteceu no espaço de um mês e sei que vou afrontar dias muito difíceis” escreveu Aurélio Pinto. Tem sido acompanhado pela filha do casal, Maria Luísa Pinto.

Em jeito de homenagem e, sobretudo de respeito, esta notícia foi escrita ao abrigo do antigo acordo ortográfico.

 

Comunidade
X