Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Frankie, do realizador norte-americano Ira Sachs, é uma coprodução de França com Portugal.

A produtora portuguesa “O Som e a Fúria” tem nesta altura três projetos em montagem, o filme “Frankie” do realizador norte-americano Ira Sachs, “Tecno Boss” de João Nicolau, e “Patrick” a primeira longa-metragem de Gonçalo Waddington.

No caso de “Frankie”, que foi todo filmado em Sintra, Luís Urbano é coprodutor minoritário.

“Por acordo com o produtor maioritário francês e com o realizador Ira Sachs, ele quis trabalhar com uma equipa integralmente portuguesa, e eu fui responsável por lhe propor essa equipa”, explicou Luís Urbano, produtora portuguesa “O Som e a Fúria”, acrescentando que o filme custou cerca de 2,2 milhões de euros.

“Vamos tentar sincronizar a estreia do filme com o mercado francês, o que não significa que seja ao mesmo tempo. O mais certo é estrear primeiro em França e, duas semanas depois, em Portugal, julgo que entre setembro e outubro isso vai acontecer”, avançou Luís Urbano à agência Lusa.

De notar que segundo sites franceses, a estreia de “Frankie” está marcada para dia 25 de setembro de 2019 e conta com a atriz francesa Isabelle Huppert.

As datas de estreia de “Tecno Boss” e “Patrick”, ainda não estão definidas.

“Tecno Boss” de João Nicolau é uma produção maioritária portuguesa do “Som e a Fúria” em coprodução com a França, enquanto a primeira longa-metragem do Gonçalo Waddington, “Patrick”, é uma coprodução com a Alemanha.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
5.9
X