Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Miguel Cardoso, Treinador português do Nantes, está numa situação complicada após mais uma derrota na passada terça-feira frente ao Nice, em casa no Estádio La Beaujoire, por 1-2.

Após sete jornadas, o Nantes ocupa o 19° e penúltimo lugar com apenas cinco pontos. A equipa do Oeste da França contabiliza um triunfo, tendo vencido por 2-3 na deslocação ao terreno do Strasbourg. Os pupilos de Miguel Cardoso também alcançaram dois empates: 1-1 frente ao Caen e 0-0 frente ao Reims. Por fim houve quatro derrotas: 1-3 frente ao Monaco, 2-0 frente ao Dijon, 2-1 frente ao Lille, e 1-2 frente ao Nice.

Resultados que não entram dentro das expectativas do clube que tem por ambição chegar aos lugares europeus. Além de estar longe dos lugares cimeiros, Miguel Cardoso também tem contra si o Presidente do clube, Waldemar Kita, que após a derrota frente ao Lille no passado sábado, declarou: “É sempre difícil quando se tem milhões no banco. Vamos – eu e o Técnico – ter de chegar a um acordo. Investimos muito e os atletas precisam de estar no campo. Andar a brincar na areia durante um momento é natural, mas a partir de certa altura é preciso jogar futebol”, concluiu.

Na temporada passada, o Nantes ocupava o 6° lugar com 13 pontos após sete encontros.

Com estas duras críticas e com os resultados que ainda não têm aparecido, os meios de comunicação franceses, inclusive 20 Minutes, afirmam que a Direção do clube já decidiu que vai despedir o Treinador português após o encontro frente ao Lyon que decorre a 29 de setembro, pelas 20h00.

Despedir um Treinador é a solução milagre? Para o médio e Capitão do Nantes, o Francês Valentin Rongier, essa não é a melhor solução: “Mudar de Treinador? Não. Seria um erro. Ainda temos coisas a aprender e a mostrar. Estou certo que se conseguirmos marcar primeiro num jogo vamos ganhar e vai fazer-nos bem. Desde o arranque da época que nunca conseguimos marcar primeiro, o que é hiper-importante”, afirmou, assegurando igualmente que não há problemas com o Técnico luso: “Gostava que parassem de dizer que há um problema entre o Treinador e os jogadores. É completamente falso. Temos um entendimento muito bom com o Treinador. A mensagem passa muito bem. Não há nenhum problema”.

Em breve ficaremos a conhecer o futuro de Miguel Cardoso, entre continuar no Nantes ou então o adeus à Ligue 1, ele que chegou durante o verão ao comando técnico da equipa, substituindo o Italiano Claudio Ranieri, ele próprio tendo substituído o Português Sérgio Conceição.

 

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
9.0
X