Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A Câmara Municipal da Guarda anunciou que vai divulgar a candidatura da cidade a Capital Europeia da Cultura 2027 em Paris, de sexta-feira a domingo, no âmbito da participação na Festa das Vindimas de Montmartre.

“Sendo a diáspora o tema agregador desta candidatura, a participação num dos mais importantes eventos da capital francesa, onde é residente uma das maiores comunidades portuguesas no estrangeiro, merece a maior relevância”, justifica a autarquia em comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo a nota, a candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura será apresentada no sábado, numa sessão/debate a realizar no ‘Auditorium de l’Hôtel de Ville Paris’, das 10h00 às 12h00, hora local, pelo vereador da cultura Victor Amaral.

Na mesma sessão, o coordenador executivo da Associação Geopark Estrela, Emanuel de Castro, apresentará o projeto do Geopark Estrela, cuja candidatura foi recentemente aprovada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), na 4.ª Sessão do Conselho de Geoparks Mundiais.

De acordo com a nota, na sessão de abertura da iniciativa marcarão presença o presidente da Câmara Municipal da Guarda, Carlos Chaves Monteiro, o vereador com o pelouro dos Assuntos Europeus na Câmara de Paris, Hermano Sanches Ruivo, e o Embaixador de Portugal em França, Jorge Torres-Pereira.

Após a iniciativa, segue-se uma degustação de produtos endógenos da região da Guarda, como pão, enchidos, vinho e queijo Serra da Estrela, entre outros.

“A participação da Guarda nesta iniciativa visa promover uma parceria com a ‘Mairie’ de Paris e outras autarquias da região, no quadro da candidatura a Capital Europeia da Cultura”, segundo o comunicado.

A Festa das Vindimas vai decorrer junto à Basílica de Sacré Coeur – Montmartre, em Paris, e a participação do município da Guarda é feita em parceria com o município de Figueira de Castelo Rodrigo.

A comitiva da Guarda irá também participar, no sábado, ao final da tarde, na Gala da Lusofonia 2019, onde será referida a candidatura da cidade a Capital Europeia da Cultura.

Segundo a fonte, a candidatura da Guarda é “de âmbito regional e transfronteiriço”, envolvendo 17 municípios da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, do Douro, da Associação das Aldeias Históricas e das Aldeias de Xisto, assim como autarquias e instituições de Espanha.

O Parlamento Europeu aprovou em 13 de junho de 2017 a lista dos Estados-membros que vão acolher as capitais europeias da cultura de 2020 a 2033, que prevê que uma cidade portuguesa seja capital em 2027, juntamente com uma localidade da Letónia.

 

Linda de Suza 19/20
Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
7.3
X