Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Jornada de Portugal na Foire aux Manèges de Lille

Virginie Vila Verde Virginie Vila Verde Virginie Vila Verde Virginie Vila Verde

A Foire aux Manèges, em Lille, organizou, pela primeira vez, uma Jornada Portuguesa e os organizadores convidaram grupos de bombos para animar o público. A chuva ameaçou estragar o dia, mas acabou por ser indulgente e as centenas de cachecóis de Portugal que foram distribuídos por todas as atrações e outros carrosséis, acabaram por não se molhar e ficaram para os dias seguintes.

“Esta é uma jornada que já funciona muito bem na Foire du Trône et na Foire des Loges. Há vários anos que organizamos esta Jornada na região de Paris e apercebemo-nos que também há muitos Portugueses na região Norte, então impunha-se fazer esta Jornada aqui também” explica ao LusoJornal, Robin Joubert, um dos feirantes, membro da organização. “É uma jornada muito popular, os grupos de bombos criam um bom ambiente e acaba por ser uma jornada festiva. O público gosta muito deste tipo de animações”.

Pela festa deambularam dois grupos de bombos: Os Amigos da Borga do 78 e Estrela do Norte de Mitry-Mory. É Celina Teixeira, responsável pelos Amigos da Borga do 78 quem se ocupa de contactar os grupos participantes. “O responsável que começou a organizar estas Jornadas portuguesas nas feiras populares, era casado com uma portuguesa e ficámos amigos. Ele pediu-me para o ajudar. Eu convidava os grupos e ele fazia o resto. E assim continua” explica Celina Teixeira ao LusoJornal. “Há 11 anos que a Foire du Trône faz a Jornada portuguesa, depois foi a Fête à Neu Neu, este ano a Fête des Loges, já fizemos Beauvais, e agora em Lille”.

O grupo Os Amigos da Borga do 78 tem sede em Les Mureaux. “Foi criado a partir de uma brincadeira, por isso nos chamamos os amigos da borga”. O grupo tem cerca de 12 elementos e tem participado em muitos eventos, na região parisiense e fora dela, e já participou no “Grand défilé des Champs Elysées”.

“É a minha família do fim de semana” diz Celina Teixeira. “O que mais gosto no nosso grupo são as amizades com os colegas, aliás são mais do que amizades, são família, gostamos de estar todos juntos” acrescenta a filha, Lorry Teixeira, também elemento do grupo. “A minha verdadeira família está em Portugal, mas aqui temos uma segunda família”.

Fundado em 1994, o grupo de bombos Estrela do Norte de Mitry Mory tem 24 elementos e a associação integra também um grupo folclórico. Aliás, o Presidente Américo Amorim explica, com orgulho, que participaram este ano nas festas da Senhora da Agonia, em Viana do Castelo, e também nas Festas de Santa Marta de Portuzelo.

“Aqui temos todo o tipo de público, francês, português, africano, árabe, e isso é muito bom” afirma Américo Amorim. “Temos atuado na região de Paris, nestas jornadas em feiras populares, como por exemplo na Foire du Trône, no próximo fim de semana na Fête à Neu Neu, no fim de setembro, no Hipódromo de Vincennes… temos um programa muito cheio”.

Esta feira em Lille tem uma duração de 4 semanas e 5 fins de semana. Por aqui passam mais de 1,5 milhões de pessoas. Por isso estas Jornadas portuguesas têm a sua importância.

“Serve para mostrar aos Franceses a alegria que têm os Portugueses que, mesmo longe do nosso país, temos o sorriso, guardamos as nossas origens e não esquecemos o nosso país” disse Celina Teixeira. “Desta vez foi organizado de repente, mas para o ano vamos organizar com mais antecedência e esperamos ter mais público e ter também grupos locais”. Para já, tinham na assistência o grupo local, Vivências do Minho, que apesar de não participar, apoiou com a sua presença “os colegas vindos de Paris”.

Robin Joubert confirma: “Este é um evento para repetir, claro, e com mais grupos”.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 5 Votos
6.6
X