Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, inaugurou ontem, terça-feira, as novas instalações do Consulado Honorário de Portugal em Tours argumentando que vão dar mais condições a quem acorre ao serviço assim como melhores condições de trabalho aos funcionários consulares.

“Hoje é possível termos umas instalações ajustadas a um padrão de qualidade e serviço público adequados à imagem que o Estado português tem procurado desenvolver na sua dimensão externa”, indicou José Luís Carneiro, em declarações à Lusa após a inauguração do novo espaço.

Apesar de já estar a funcionar nas novas instalações desde o início de junho, como aliás já tinha sido notícia no LusoJornal, o novo espaço do Consulado honorário de Tours teve ontem a sua inauguração oficial onde, para além do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, estiveram também presentes o Embaixador de Portugal em França, Jorge Torres Pereira, o Cônsul Geral de Portugal em Paris, António Moniz, o Cônsul Geral Adjunto João de Melo Alvim e ainda o Maire de Tours, Christophe Bouchet.

Segundo José Luís Carneiro, esta mudança para o sétimo andar do número 21 da rua Edouard Vaillant justificou-se porque as antigas instalações “precisavam de requalificação” e “não tinham acesso para pessoas com mobilidade reduzida”. O novo espaço dará também melhores condições aos seis funcionários consulares que aí trabalham, garantiu.

A mudança insere-se ainda, segundo o governante, na aposta do executivo no investimento nas estruturas consulares em França. “O conjunto do investimento realizado até agora em França em várias estruturas consulares – Paris, Bordeaux, Lyon, Tours, Toulouse, Nantes – já anda na ordem de 1,3 milhões de euros ao qual deve ser adicionado o valor do investimento na infraestrutura tecnológica”, indicou José Luís Carneiro, detalhando ainda a aquisição de novos computadores e novas máquinas destinadas à realização das Permanências consulares.

O Consulado honorário de Tours abrange mais de 40 mil Portugueses e lusodescendentes que vivem nesta região de França. O Cônsul honorário é o advogado português Luís Palheta, mas as instalações acolhem ainda funcionários do ex-Consulado de Portugal em Rours, atuais funcionários do Consulado Geral de Portugal em Paris, que trabalham “à distância”, evitando assim de terem de se deslocar todos os dias até Paris.

 

LusoJornal Artigos

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 5 Votos
5.9
X