Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Política

 

José Sebastião volta a ser o candidato do Movimento Alternativo Socialista (MAS) pelo círculo da emigração na Europa, às eleições Legislativas antecipadas de 30 de janeiro.

O MAS candidata-se aos 22 círculos do país e Renata Cambra, professora e ativista, 30 anos e dirigente nacional do MAS, será a porta-voz do Partido e a cabeça de lista por Lisboa.

Com 51 anos, o sindicalista da construção civil, residente em França, José Sebastião encabeçará a lista pelo círculo da Europa, enquanto Maricel Alina, 33 anos, bancária, encabeçará a lista pelo círculo Fora da Europa.

José Sebastião já foi membro do Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP), eleito na Suíça onde morou desde 1988, mas agora reside em França, na fronteira com a Suíça, há cerca de 5 anos. Está ligado ao meio associativo e cultural, é Presidente da associação Laços e é membro da Direção da Casa Kultura.

Em segundo lugar, pela Europa, concorre Ângela Tavares, com 46 anos, residente em Sierre, na Suíça, Secretária sindical e responsável pela Comunidade portuguesa do Alto Valais. Também é responsável do Grupo de Migração do sindicato Unia Valais.

Em 3° lugar concorre Germano Oliveira, 47 anos, pedreiro em Genebra, também na Suíça. É membro da associação cultural luso-suíça Laços, militante sindical e membro do Comité de Pedreiros.

A quarta e última candidata da lista pela Europa é Débora Fortunato.

O MAS apresenta-se a estas eleições para “Acordar a Esquerda que, nos últimos 6 anos, abandonou o seu programa e a mobilização nas ruas, para se dedicar a desempenhar o papel de mera muleta do PS. Não se compreende como é que BE e PCP têm tanta facilidade em juntar-se ao PS, mas não são capazes de convergir, entre si, em torno da construção de uma alternativa política para o país”.

 

Donativos LusoJornal
X