Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

A Associação portuguesa Juventude do Alto Minho de Saint Priest (69) dos arredores de Lyon, tem hoje a totalidade dos seus locais encerrados e também nenhuma atividade se manifesta no seio do grupo de folclore.

“O nosso grupo conta com cerca de 50 elementos entre dançarinos, cantores e a tocata. São gente de todos os lados de Portugal, de todas as regiões, mas aqui dançamos mais os temas do Minho, sobretudo Alto Minho. Antes da pandemia reuníamos todos os sábados à noite para ensaios” disse Manuel Amorim.

“Hoje é impossível, pois temos de respeitar as regras do confinamento na sua totalidade. Quando abrimos ao público, era obrigatório o uso das máscaras e o álcool, o distanciamento e o número limitado. O nosso bar e as salas de convívio foram fechados logo no início do segundo confinamento, mas estivemos abertos de maio até agora” disse ainda Manuel Amorim. No entanto, o folclore parou os seus ensaios, jantares e festivais. “Estamos parados desde o início de março”.

“Estamos constantemente em contacto com a Mairie e a Préfecture e eles solicitam-nos o respeito das regras”.

“No plano financeiro não estamos muito preocupados, pois a Mairie de Saint Priest cede-nos gratuitamente os locais da nossa sede, as despesas de funcionamento estão ao nosso encargo, como a água, luz, gás e os seguros. Claro que tivemos que pagar as últimas faturas aos fornecedores de bebidas e outras coisas habituais” concluiu o Presidente da associação.

Todas as atividades da associação que estavam previstas para o ano 2020 foram anuladas ou estão em previsão para o ano 2021, se a pandemia o permitir. Uma surpresa para o mês de maio, se for possível, está prevista. Mas o LusoJornal ainda não apurou qual é.

O Presidente disse ainda que estava em contacto telefónico frequentemente com várias associações portuguesas da região Rhône Alpes Auvergne, para ver se alguém está com dificuldades financeiras graves ou não, ou se precisa de ajuda. “O que mais afeta a Comunidade e o mundo associativo, é esta impossibilidade de se reunirem, em atividades de recreio.

Estes pontos de encontro que são as associações, temos a salientar, que desempenham uma função social muito importante, pelos intercâmbios relacionais entre membros da Comunidade, em todas as faixas etárias e os estatutos sociais. Por hoje não se contabilizam pessoas afetadas pelo Covid-19 nesta coletividade de Saint Priest.

A Associação de Saint Priest também já investiu na criação de um grupo de bombos, mas que só verá o dia para o ano 2021. Numa ação de solidariedade, a associação informa que põe ao dispor os seus locais se após o Covid-19 houver grupos que venham a perder as suas instalações.

 

Associações
X