Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Lyon: Festa do programa de rádio Raízes juntou mais de 1000 convivas em St Priest

Foi já considerada uma das maiores festas da Comunidade portuguesa, na região de Lyon. Comentada e falada por muitos, a festa do programa Raízes da Radio Pluriel, localizada em St Priest, arredores de Lyon, decorreu no sábado passado, dia 23 de fevereiro. Foi na sala Concord, em St. Priest que a partir das 14h00, reuniu 13 Grupos folclóricos, Bombos e Rusgas da região Rhône-Alpes. E pela noite dentro, os artistas vindos de Portugal – Mokika e Joãozinho – animaram a festa até ao final.

A sala tornou-se pequena para os mais de mil convivas. O Presidente da associação organizadora, igualmente da equipa do programa Raízes da Radio Pluriel – José Carlos Moreira – confidenciou ao LusoJornal, que “não estava à espera de tal aderência dos Portugueses. A sala está composta com uma grande plateia. As pessoas chegaram às 14h30 e já são 23h00 ainda cá estão… é uma festa da nossa cultura portuguesa, das nossas raízes, as pessoas aqui sentem um pouco o seu Portugal. Fazemos esta festa para juntar a Comunidade portuguesa, espero que para o próximo ano a sala seja maior e com o mesmo sucesso”.

Os mais de 15 Presidentes de associações assim como os responsáveis dos grupos folclóricos, estiveram presentes neste convívio e todos subiram ao palco.

Vindos dos lados de Grenoble veio o Presidente do grupo Saudades de Portugal de Voreppe, Jorge Vaz Monteiro. Os Lusitanos do Minho e a Mocidade do Verde Minho, ambos de St Martin d’Hère, tendo como Presidentes respetivos o Sr. Ventura e o Sr. Domingos.

Também da região de Isère estiveram presentes o Rosas da Primavera de Rives, com o seu Presidente Sr. Martins; o grupo Estrelas Douradas de Bougoin-Jallieu na pessoa de Adolphe do Vale; a sul de Vienne participaram na festa o grupo Mocidade do Minho de St. Maurice de l’Exil, com o Sr. Gonçalves e esteve presente neste evento o Presidente da Associação Rosita, Sérgio Cordeiro, de Charvieu-Chavagneux.

De Caluire, cidade próxima de Lyon, esteve presente o grupo Rio Lima e Alto Minho que tem como responsável Rodrigo Fernandes, da cidade de Jons, os Corações do Minho, presidido pelo Sr. Dias; e os responsáveis pelo grupo folclórico Os amigos de Decines, Maria Pereira e Pascal. O grupo das Estrelas do Minho de Vaulx-en-Velin, com o seu responsável Manuel Martins, também esteve presente. Este grupo conta já com 40 anos de existência este ano. Um grupo muito familiar e consolidado nos arredores de Lyon.

O Presidente da associação Juventude do Alto Minho de St Priest, Manuel Amorim, também participou na festa, uma vez que estava “em casa”. O seu grupo folclórico dançou e animou à semelhança dos outros. Aliás Raízes contou com a maioria dos seus elementos para a logística da festa, uma vez que a associação Raízes não tem sede física nem material.

Jorge Santos, responsável pelo grupo Flores de Portugal, com sede em Bron, juntamente com o Presidente da associação, ficaram até ao final, foram eles que fecharam a festa folclórica com o Vira geral, conta-nos o Presidente Carlos Moreira.

Carlos Moreira conta-nos ainda que Raízes apadrinhou os Bombos da Casa da Barca de Vaulx-en-Velin, um novo grupo de bombos que teve a sua primeira atuação na festa Raízes. Compostos por 10 elementos e tem como Diretor, Fernando Barbosa. Este grupo integra também a Rusga da Amizade, perfazendo um total de 35 elementos. “É neste momento o nosso bebé, vamos vê-los crescer e amadurecer”.

O Presidente da associação não pode deixar de salutar os patrocinadores presentes, Best & Business Interim, Efficity Imobiliária, Café Lyon, Dauphiné Repro, CIC Iberbanco e Santander Totta. Estes participaram ativamente neste evento, subiram ao palco para a entrega dos prémios e fitas aos grupos participantes.

Para concluir, a presença do Cônsul Geral de Portugal em Lyon, Luís Brito Câmara confirma o seu apoio à Raízes, desde o primeiro dia. Participou na entrega dos prémios e fitas aos Ranchos folclóricos, tendo-os felicitado pelas atuações bem como os numerosos responsáveis e Presidentes das Associações “pelos esforços desenvolvidos ao longo de anos para atrair e formar os nossos compatriotas, designadamente os mais jovens, numa arte popular Portuguesa de grande qualidade”.

Luís Brito Câmara sublinhou “a importância de se manter os laços com Portugal, ao nível cultural e da nossa língua e encorajou os Portugueses a continuarem a reforçar as suas tradições e hábitos culturais, que honram Portugal, designadamente os ranchos folclóricos que trazem Portugal para a França”.

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 5 Votos
7.7
X