Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Comunidade

 

A França vai apoiar a formação de militares da Guiné-Bissau, anunciou hoje o Presidente francês, Emmanuel Macron, no final de uma visita de algumas horas a Bissau.

“A França quer e vai ajudar a Guiné-Bissau, ainda agora que o Presidente guineense, Umaro Sissoco Embaló é presidente em exercício da CEDEAO [Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental]”, declarou Emmanuel Macron.

Emmanuel Macron fez o anúncio numa declaração conjunta com o seu homólogo guineense, Umaro Sissoco Embaló, no final de uma visita de algumas horas à Guiné-Bissau

A formação de militares guineenses faz parte do programa de apoio à Guiné-Bissau no combate ao narcotráfico, pirataria marítima e também para ajudar na estabilização do país.

O Presidente francês chegou a Bissau ontem à noite, às 23h00, e foi recebido no aeroporto pelo seu homólogo guineense. Esta foi a primeira visita de um Chefe de Estado de França à Guiné-Bissau, no âmbito de um périplo que o levou ainda ao Benim e aos Camarões, regressando ao início da tarde a Paris.

 

Donativos LusoJornal
X