Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Donativos LusoJornal

 

Mais de 200 franco-portugueses são candidatos nas eleições Regionais em França, repartidos pelas 148 listas eleitorais em concorrência. As eleições Regionais francesas terão lugar nos dias 20 e 27 de junho de 2021, ao mesmo tempo que as eleições departamentais, e vão renovar os 18 Conselhos Regionais – 13 Regiões metropolitanas e cinco Regiões ultramarinas.

As listas já foram apresentadas definitivamente e os candidatos já iniciaram as suas campanhas. Em quase todas as listas há nomes com consonância portuguesa.

Só na Região Île-de-France, o LusoJornal identificou 50 nomes portugueses nas 11 listas candidatas. É nesta região que concorrem mais franco-portugueses, mas também é nesta região que as listas são maiores.

Pela lista da Direita, conduzida pela atual Presidente do Conselho Regional Valérie Pécresse, concorrem em posição largamente elegível Angela Páscoa dos Santos, autarca de Chelles, na Secção eleitoral de Seine-et-Marne, Sandrine dos Santos, na Secção eleitoral dos Yvelines, Julien Garcia, na Secção eleitoral do Essonne, Geoffrey Carvalhinho, na Secção eleitoral da Seine Saint Denis, mas também Odete Mendes e Vasco Coelho.

Na lista da Esquerda conduzida por Audrey Pulvar concorrem Marie-Christine Carvalho, Emília Ribeiro, João Martins Pereira, mas todas as listas têm candidatos “portugueses”.

Depois da Île-de-France, seguem-se as Regiões Auvergne-Rhône-Alpes (23 nomes com consonância portuguesa nas 9 listas), Occitanie (22), Grand-Est (21) e Provence Alpes-Côte d’Azur (19). Na Região Centre-Val de Loire concorrem 16 candidatos franco-portugueses, na Nouvelle Aquitaine 13, na Bourgogne-Franche-Comté 10, no Hauts-de-France 10, na Bretagne 9, na Corse 6, na Normandie 6 e no Pays de la Loire concorrem 5 candidatos com nomes com consonância portuguesa.

Na Região Auvergne-Rhône-Alpes, o atual Presidente da Região, Laurent Wauquiez, apresenta em segundo lugar, na Secção eleitoral do Allier, Manuela de Castro Alves. Na mesma região, a antiga Ministra da Educação, Najat Vallaud-Belkacem, apresenta Ludovic Torres Ferreira em posição elegível na Secção eleitoral da Savoie

No Grand Est, Nathalie de Oliveira, antiga Maire Adjointe de Metz, é efetivamente candidata, como já tinha sido anunciado no LusoJornal, numa lista encabeçada por Aurélie Filippetti, mas trata-se de uma lista dissidente do Partido Socialista e por conseguinte, com menos probabilidades de eleição.

No que diz respeito às regiões ultramarinas, a Guyane é a região que conta com o maior número de candidatos com nomes de consonância portuguesa (9). As listas da Martinique (2) e da Guadeloupe (1) são as listas onde há menos nomes com consonância portuguesa. Há uma única Região que aparenta não ter nenhum candidato de origem portuguesa: a Réunion.

 

Dados recolhidos por Laura dos Santos Rodrigues

 

Política

 

X