Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

25 de Abril

 

Cravo de abril não vai murchar

Se há quem o quiser abafar

No quadro de comemorar

Na montra para ressecar

ele vai seguindo aí valente

Nos nossos corações, pujante

Nos hospitais e na rua

Nas varandas, na fábrica

Herdeiros da outra senhora

Queriam tirar a desforra

Mas ele continua atento

Nós temos que lhe dar alento

Para que ele seja no dia a dia

Um incentivo como um guia

Que não se deixa precaver

Pelos donos do parecer

Que vai-nos mantendo na alma

Acesa esta preciosa chama

 

Cultura
X