Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

MC DY acaba de lançar um novo single intitulado “Bundão”. O vídeo foi colocado nas redes sociais e no YouTube no passado dia 2 de maio.

O artista estava programado para a primeira parte dos Calena no Olympia de Paris, mas o concerto foi adiado por causa da pandemia de Covid-19.

No dia 15 de março de 2019, MC DY já tinha lançado “Não Da” (feat, RealOrBeatz e DJ MYK), dia 7 de junho de 2019 tinha lançado “Dinero” e agora “Bundão”, mas o artista já nos prometeu mais novidades para breve.

 

Como está a viver este período de confinamento?

Atualmente estou a viver o meu período de confinamento da melhor forma porque no dia 2 maio lancei o meu novo single “Bundão” no YouTube e em todas as plataformas digitais que está a ter uma receção ótima pelo público. Apesar disso, infelizmente não posso trabalhar porque o meu trabalho do dia a dia não é possível fazer em casa, mas espero que tudo corra bem e que possamos voltar ao trabalho em breve. O meu confinamento passa-se, pois, em casa, com os meus pais, em França.

 

Teve muitos concertos e espetáculos anulados?

Felizmente ou infelizmente só tive um concerto anulado, que era no Olympia de Paris, num concerto no qual eu devia atuar em primeira parte dos Calema. Não tinha marcado concertos para esse período pela simples e boa razão que estou mesmo a dedicar-me aos meus projetos pessoais a nível musical. Em primeiro lugar temos este single que saiu no dia 2 de maio, mas já tenho outro preparado para ser lançado daqui por um mês ou dois.

 

Quando espera regressar à atividade?

Espero regressar à minha atividade profissional o mais rápido possível, porque estar em casa é bom, mas tem os seus limites, e uma pessoa farta-se ao cabo de um certo tempo de estar em casa sem trabalhar. A nível de música, de concertos e de shows, espero que tudo possa regressar ao normal para poder fazer o meu Summer Tour que está previsto com a marca Very Important Portuguese (VIP), marca de roupas da qual sou o MC, Speaker e Performer oficial, envio aliás um abraço ao meu amigo Frank pela confiança que ele mantém em mim.

 

Durante este período tem aproveitado para novas criações?

Graças ao Coronavírus pude trabalhar no lançamento do meu novo single “Bundão” que já saiu e também na preparação dos meus novos projetos. É sempre complicado para mim de trabalhar em casa porque as pessoas com as quais estou habituado a trabalhar estão em Portugal, mas graças às tecnologias atuais, conseguimos trabalhar à distância para produzir o máximo de coisas e também termos um resultado ótimo. Tive ligeiramente sorte porque consegui fazer a gravação do vídeo do “Bundão” e do meu próximo single, no fim de semana antes do anúncio do confinamento total.

 

Está preocupado com a situação atual de pandemia?

É sempre preocupante situações como essas porque temos família longe de nós como por exemplo os meus avós em Portugal. Eles já são de uma certa idade e sabemos que este vírus basicamente é mais difícil a tratar em casos de pessoas já de idade. É sempre complicado estar longe uns dos outros e não poder ter um contacto físico com eles, mas podemos sempre falar ao telefone ou pelas redes sociais em vídeo.

 

Quando esta situação passar, o que espera do “novo mundo”?

Um dos meus desejos para o “novo mundo” seria que as pessoas sejam mais conscientes e respeitadoras das leis indicadas nos países porque é simplesmente vergonhoso ver as pessoas desrespeitar totalmente as leis dadas, nas quais somos proibidos de sair e espero que num futuro próximo as pessoas possam sair, mas que entendam que temos que de sair protegidos.

 

Cultura
X