Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O 25 de Abril representa um passo de liberdade, esperança e solidariedade de um povo.

Estava no Leste da França quando ouvi na rádio francesa a notícia inicialmente confusa do Movimento das Forças Armas que inicialmente me causou medo. No dia seguinte apanhei o comboio para Portugal. Cheguei a Vilar Formoso, comprei uma pistola para ir acertar contas com os responsáveis do meu exílio. Quando cheguei à localidade, quem procurava tinha fugido. Faltou-me coragem para continuar. Aventei a arma para o rio Zêzere.

O 25 de Abril representa ainda hoje uma tábua de salvação de resistência à mordaça, à miséria, que requer constante atenção política.

A situação atual em Portugal não está para descuidos democráticos…

 

Abílio Laceiras

Ex-Sindicalista e ex-Dirigente associativo

 

Testemunho recolhido para o LusoJornal, no quadro da Exposição sobre os 40 anos do 25 de Abril, do fotógrafo Mário Cantarinha, publicado na edição em papel do LusoJornal de abril de 2015.

 

Comunidade
X