Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas confirmou ontem, em Ourém, que o 5° Encontro de Investidores da Diáspora está previsto para o início de agosto de 2021, em Fátima. O acordo foi selado com o Presidente da Câmara Municipal de Ourém, Luís Miguel Albuquerque.

O evento, que deveria decorrer em dezembro de 2020, mas que foi adiado para os dias 05 a 07 de agosto do próximo ano devido à pandemia, estará associado ao Encontro Anual da Câmara de Comércio Luso-Francesa, que habitualmente junta 300 empresários emigrantes, avançou Luís Albuquerque.

“Isso vai valorizar mais o mesmo, porque vai proporcionar um conjunto de contactos que poderão ser muito valiosos para a nossa região, saibamos nós potenciá-lo”, acrescentou o Presidente do município.

Luís Albuquerque acredita que Fátima é o local ideal para o Encontro de Investidores da Diáspora, “pelas acessibilidades e centralidade” mas, também, porque “na nossa região a emigração está bem presente e há uma grande potencialidade para investir”.

Berta Nunes deslocou-se a Ourém onde se reuniu com Presidentes dos municípios da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e foram assinados Protocolos de formação da Direção-Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidades Portuguesas (DGACCP) dirigida aos Gabinetes de Apoio ao Emigrante (GAE) com os municípios aderentes.

“O documento celebrado prevê a formação de colaboradores adstritos ao GAE, aprofundando competências nas áreas económica e empresarial, e alargando a vocação dos serviços atualmente prestados, prosseguindo os objetivos do Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora (GAID), estrutura que funciona em coordenação com a rede diplomática e consular, defendendo a qualidade de eixo funcional e interativo entre os agentes económicos e representativos do associativismo empresarial da Diáspora, o tecido empresarial nacional e as entidades e os organismos do Estado que, em função da matéria e tutelas, se integram neste ciclo de intervenção” diz uma nota de imprensa do Município de Ourém. “A rede de municípios aderentes a estes protocolos com o Gabinete de Apoio ao Emigrante tem vindo a crescer exponencialmente, reforçando o empreendedorismo e a promoção das potencialidades económicas locais e do desenvolvimento de cada região”.

Os municípios de Alcanena, Constância, Entroncamento, Sardoal, Tomar, Torres Novas, Vila de Rei e Vila Nova da Barquinha também celebraram os respetivos protocolos de colaboração em Ourém.

Na mesma ocasião, foi apresentado o Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora (PNAID), aprovado em resolução de Conselho de Ministros no dia 23 de julho. A sessão teve lugar nos Paços do Concelho de Ourém.

A Secretária de Estado das Comunidades realçou que o encontro de 2021 será “uma ótima oportunidade para divulgar as potencialidades do território, produtos e potencialidades de investimento”.

“Vamos trabalhar para que seja um sucesso ainda maior do que foram os anteriores”, prometeu Berta Nunes.

A Secretária de Estado das Comunidades Portuguesas visitou, naquela região, as empresas Vipremi e Euromelic, que representam duas dimensões do empreendedorismo da Diáspora portuguesa: a captação de investimento e a internacionalização da economia portuguesa.

 

Comunidade
X