Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Num artigo sobre as Legislativas publicado no site do LusoJornal no dia 13 de setembro de 2019, o Diretor do jornal e do site Carlos Pereira referiu o lançamento da campanha eleitoral em França pelo candidato do PSD, Carlos Gonçalves, em Aulnay-sous-Bois.

Aparentemente, segundo o artigo, o candidato do PSD lançou fortes críticas ao PS acusando-o de «não ter apresentado em 4 anos nenhuma iniciativa a favor das Comunidades portuguesas».

Compreende-se que as últimas sondagens que dão o PS a 43% e o PSD a 23% possam causar alguns distúrbios mentais nos militantes do PSD ao ponto de os levar a esquecer o que foi feito pelo Governo do PS durante este mandato e sobretudo de os fazer esquecer, e aí compreende-se, o mandato calamitoso de Passos Coelho, não somente para as Comunidades mas para todos os Portugueses e para Portugal!

Felizmente a maioria dos Portugueses não sofre de amnésia e ainda se lembra!

Ora então vamos recordar, limitando-nos às Comunidades que é o que nos interessa aqui, o que foi feito pelo Governo de Passos Coelho e o que foi feito pelo Governo de António Costa.

 

Programa «Regressar»

O candidato do PSD critica o programa «Regressar» que tenta apelar ao regresso dos Emigrantes com incentivos fiscais e facilidades administrativas no emprego, formação e educação. Recorda-se que no tempo de Passos Coelho, o Governo apelava imoralmente os Portugueses a partirem, a irem à procura de um emprego no estrangeiro porque o Governo na sua incapacidade não via solução para dar emprego aos Portugueses. Milhares de Portugueses partiram. Mais de 100 mil por ano, tantos quantos nos anos de forte emigração dos anos sessenta! Certamente que o programa do PSD deve propor a desertificação de Portugal! A população portuguesa está a envelhecer e já não se renova. Felizmente que graças às políticas de António Costa, o desemprego baixou drasticamente e por conseguinte a emigração também baixou significativamente e por essa razão os que quiserem voltar encontrarão certamente o país em melhor estado que quando o deixaram.

 

Consulados

O candidato também criticou o atendimento nos postos consulares. Mas quem é que suprimiu Consulados? Quem é que suprimiu funcionários? Felizmente que se parou com o enfraquecimento dos serviços consulares. Mais pessoas foram contratadas, novos serviços foram criados, desde o Centro de Atendimento consular ao Espaço do Cidadão e a vida dos Emigrantes foi simplificada com o aumento da validade do Cartão de Cidadão, com o Passaporte Passageiro Frequente, com a tradução de documentos redigidos em várias línguas. Foram criados Gabinetes de Apoio ao Emigrante, novos Escritórios Consulares e novos Consulados Honorários. Que ainda se possa melhorar o atendimento, sem dúvida e é para isso que o Governo trabalhou e vai trabalhar…

 

Ensino de português

Nenhuma menção no artigo ao ensino do português em França! Quem suprimiu 20 postos de professores em pleno ano escolar só em França?! O número de alunos da responsabilidade do Estado português aumentou de 3.000. O ensino do português vai passar a estar presente em mais 40 países. Mais professores foram contratados. Que ainda não seja suficiente, é evidente! Que ainda se possa fazer mais e melhor? Sem dúvida.

 

Recenseamento automático

Quem foi o Governo que fez uma proposta para o recenseamento automático para todos os Portugueses do estrangeiro possuidores do Cartão de Cidadão? Porque é que o PSD quando esteve no Governo não o fez? Havia 300 mil eleitores e agora passou a haver 1,4 milhões. Os Portugueses no estrangeiro agora, se votarem! Vão poder exercer um poder eleitoral que até agora não tinham.

Quem alargou as condições de atribuição da nacionalidade portuguesa aos lusodescendentes?

 

Candidatos com dupla nacionalidade

Quem alterou a lei eleitoral de maneira a que os que tivessem a dupla nacionalidade pudessem ser candidatos nos países de residência? Pessoas de qualidade com a dupla nacionalidade já se podem candidatar o que é o caso da Nathalie de Oliveira. E esperemos que o número de Deputados da emigração venha a aumentar no Parlamento e mais Portugueses das Comunidades poderão ser eleitos.

Portanto o resultado das políticas para as Comunidades está aí. As políticas de Passos Coelho foram de desprezo para com as Comunidades, as de António Costa levaram em consideração os Portugueses que vivem no estrangeiro. Que se possa fazer ainda mais e melhor? Com certeza, votando no PS. O candidato do PSD espera «que não se repitam momentos do passado». Nós também não! Esperamos que não se repitam os anos nefastos das políticas do PSD do Governo de Passos Coelho.

Para fazer ainda mais e melhor, vote PS!

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 17 Votos
2.9
X