Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Desporto

 

O Sporting foi derrotado na quarta-feira no desafio da primeira mão dos oitavos de final da Taça Challenge de voleibol, diante dos franceses do Narbonne (3-1), que erraram menos e foram mais assertivos nos momentos-chave.

Depois de ultrapassar OK Nis, da Sérvia, na eliminatória anterior, os ‘leões’ discutiram hoje o desafio até final no Pavilhão João Rocha, em Lisboa, mas foram os gauleses que acabaram por sorrir, fruto dos parciais 20-25, 25-17, 22-25 e 31-33, com o último a ter a duração de 43 minutos.

No primeiro parcial, o conjunto luso desde cedo mostrou dificuldades para contrariar o poderio do adversário, melhor no capítulo do serviço e no bloco junto à rede, e andou a correr atrás do resultado, com diferenças de dois e três pontos.

A formação gaulesa do Narbonne, orientada pelo treinador argentino naturalizado espanhol Guillermo Falasca, que, enquanto jogador, sagrou-se Campeão europeu em 2009, também cometia erros, nomeadamente, remates para fora e serviços à rede, conseguindo, ainda assim, imperar no ‘set’ inicial (25-20).

Se a entrada do Sporting no encontro não foi a melhor, no segundo parcial os ‘papéis’ inverteram-se e acabou por correr de feição aos ‘leões’, que conseguiram disparar logo para uma vantagem de quatro pontos.

A consistência ‘leonina’ não se alterou e rapidamente o técnico Gersinho viu a equipa dilatar os números no ‘placard’ para sete e oito pontos, muito por culpa de Thomas Douglas-Power e Yohan Leon, os melhores do Sporting, que repôs a igualdade com 25-17.

O equilíbrio acabou por marcar o terceiro ‘set’, inicialmente com um ligeiro ascendente para os lisboetas, até ao momento em que venciam por 11-10, altura em que o Narbonne passou para o comando e nunca mais largou.

Mais pressionado, face ao 2-1 desfavorável, o Sporting tinha de assumir e arriscar mais, para levar o encontro para o derradeiro parcial, algo que não conseguiu.

Depois das duas formações estarem sempre bastante próximas uma da outra em termos exibicionais, a partida acabou por ‘cair’ para o lado gaulês, naquele que foi o ‘set’ mais longo, com 43 minutos.

Portugueses e franceses voltam a medir forças em 20 de janeiro, a partir das 18h30, em França, no encontro da segunda mão, que irá ditar quem seguirá para os quartos de final.

Sporting 1-3 Narbonne

Parciais: 20-25 (27 min), 25-17 (21 min), 22-25 (27 min) e 31-33 (43 min)

Pavilhão João Rocha, em Lisboa

Assistência: cerca de 300 espetadores.

Arbitragem: Toni Ivkovic e Andreas Danilo

Sporting: Tiago Pereira, Thiago Gelinski, Yohan Leon, Thiago Barth, Thomas Douglas-Powell e Joaquín Gallego. Jogaram ainda: João Fidalgo (líbero), José Masso, Frederico Santos e Hugo Vinha. Treinador: Gerson Amorim.

Narbonne: Remi Bassereau, Nicolas Uriarte, Aymen Bouguerra, Nicolas Zerba, Martin Ramos e Rafael Rodrigues. Jogaram ainda: Ludovic Duee (líbero), Theo Durand (líbero) e Allan Silva. Treinador: Guillermo Falasca.

Donativos LusoJornal
X