Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Comunidade

 

Um velejador francês de 67 anos foi resgatado ontem pela Capitania de Viana do Castelo, ao largo da praia do Cabedelo, onde estava fundeado há três dias por não comunicar a avaria no motor elétrico pelo canal correto.

“O senhor estava bem, tranquilo, não aparentava desgaste. Explicou que andava a usar o canal 9, mas este canal não é utilizado para chamadas de emergência. As chamadas de emergência são feitas através do canal 16”, explicou o Capitão do porto e comandante da Polícia Marítima (PM) de Viana do Castelo.

Contactado pela Lusa, Silva Lampreia adiantou que o homem, de nacionalidade francesa, foi encontrado, às 15h00, a cerca de 1,5 milhas da praia do Cabedelo, na freguesia de Darque, durante uma “ação normal de treino” da embarcação salva-vidas.

“Detetámos o veleiro fundeado numa zona que não é usual. Abordámos a embarcação. O velejador solitário pediu ajuda para ser rebocado, o que veio a acontecer”, especificou Silva Lampreia.

A embarcação está atracada, desde as 16h30, na marina a montante da ponte Eiffel de Viana do Castelo, tendo o velejador sido notificado para reparar a avaria no motor elétrico para poder seguir caminho”.

O veleiro zarpou, no dia 10 de março, da Île d’Yeu, uma ilha francesa localizada a norte do Golfo da Biscaia e “com destino incerto”.

 

Donativos LusoJornal
X