Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Vasco Ribeiro alcançou na quarta-feira desta semana a final do Pro Anglet, prova com o estatuto QS1500 do circuito mundial de qualificação (WQS), que se disputou no sudoeste francês. O surfista português só foi travado na final pelo espanhol Andy Criere.

No ar chegou mesmo a estar a possibilidade de haver uma final 100 por cento portuguesa, uma vez que tanto Vasco Ribeiro como Pedro Henrique conseguiram chegar às meias-finais da prova gaulesa. No entanto, Pedro Henrique perdeu igualmente frente a Criere, depois de uma reviravolta já nos instantes finais do heat.

Após superar os quartos-de-final e as meias-finais ao longo do dia, Vasco Ribeiro partiu para a final com a missão de tentar a terceira vitória portuguesa neste circuito esta temporada – seria um máximo nesta década. No entanto, o triunfo sorriu ao espanhol, que somou 16,33 pontos contra apenas 8,67 do português.

Ainda assim, este é um resultado que deverá aproximar Vasco Ribeiro do top 50 mundial. Já Pedro Henrique irá aproximar-se de um regresso ao top 100 mundial, ele que, aos 37 anos, mostra estar novamente em grande forma, uma vez que no início do mês já havia feito a final do QS1000 de Newquay, no Reino Unido.

Destaque igualmente para a prova feminina, onde a jovem Francisca Veselko carimbou o 5º posto final. “Kika” apenas foi eliminada nos quartos-de-final pela israelita Anat Leilor, que viria a ser a grande vencedora do evento gaulês.

Agora, a “perna europeia” do circuito de qualificação mundial segue para Pantín, na Galiza, onde se disputa um novo QS10000 e onde a “armada lusa” estará representada por vários surfistas, com destaque para Frederico Morais, Vasco Ribeiro, Teresa Bonvalot, Camilla Kemp e Carol Henrique.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
8.7
X