Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Dizem os sociólogos que o dia 1º de Maio, o Dia do Trabalho ou Dia do Trabalhador, é uma data comemorativa usada para celebrar as conquistas dos trabalhadores ao longo da História. Os trabalhadores dizem: chamar Festa do Trabalho é a mesma coisa que comemorar a data de uma Guerra, quando devia dizer-se comemorar o fim dessa Guerra.

No dia 20 de junho de 1889, aceitando a proposta de Raymond Lavigne, Paris decidiu convocar anualmente uma manifestação com o objetivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diário. A data escolhida, foi o 1° de maio, em homenagem às lutas sindicais de Chicago.

No 1° de maio de 1891, uma manifestação no Norte de França foi dispersa pela polícia, resultando na morte de dez manifestantes. Esse novo drama serviu para reforçar o dia como um Dia de luta dos trabalhadores e meses depois Bruxelas proclama-o como Dia Internacional das Reivindicações das Condições de Trabalho.

A 23 de abril de 1919, o Senado francês ratifica o dia de 8 horas e proclama o 1° de maio desse ano, dia feriado nacional.

Em 1886, nos EUA, realizou-se a primeira manifestação de trabalhadores, reivindicando o dia de trabalho para 8 horas e desencadeando uma greve geral que teve como consequências sérias escaramuças com a polícia e a morte de alguns manifestantes.

Após a França, a Rússia foi o primeiro país a adotar esta data comemorativa, em 1920. No Brasil, a data foi consolidada em 1925.

Em Portugal, durante o Estado Novo, o 1° de Maio tinha a denominação de “Dia da morte” e era organizado e controlado pelo Governo. Só a partir de maio de 1974 (o ano da Revolução do 25 de Abril), é que se voltou a revalidar o 1° de Maio, como feriado.

Atualmente, inúmeros países adotam o dia 1° de Maio como o Dia do Trabalho, sendo considerado feriado em muitos deles.

Dia do Trabalho ou Dia do Trabalhador?

 

Comunidade
X