Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

1° Festival Folclórico dos Corações do Minho de Jons

LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro LusoJornal / Patrícia Guerreiro

No passado dia 1 de junho, foi realizado o primeiro Festival Folclórico da Associação dos Corações do Minho, na cidade de Jons (69), a cerca de 30 km a este da cidade de Lyon. O festival, ao ar livre, começou por volta das 15h00, no espace Colliard, com 17.690 m2, onde estava presente um grande número de convivas.

No recinto do Festival servia-se frango assado, febras e outras “especialidades portuguesas” como o bacalhau. Podíamos encontrar também um bar cheio de bebidas frescas propícias para aquele dia de grande sol. A criançada regalou-se com os gelados.

Para dar início ao Festival, o responsável pela organização e pelo grupo Corações do Minho, José Dias, pediu que subissem ao palco alguns daqueles que iriam colaborar no evento, ente eles Telmo Castedo da “Sono Délire” e a equipa do programa de rádio portuguesa Raízes.

Participaram neste primeiro Festival os grupos Mocidade do Verde Minho e Lusitanos do Minho de St. Martin d’Hères, Estrelas Douradas de Bourgoin-Jallieu, Alegria do Minho de Tullins-Fure, Rosas da Primavera de Rives, Mocidade do Minho de St. Maurice de l’Exil, Saudades de Portugal de Voreppe, Os Minhotos do distrito de Viana do Castelo de Vitry-sur-Seine.

À semelhança de outros Festivais, no final da passagem dos ranchos em palco, deu-se a entrega das lembranças e agradecimentos tendo esta sido feita pelo Presidente da associação, Sr. Marques, e pelos membros do grupo folclórico da casa.

Ao anoitecer, teve lugar a animação pelo DJ Lusofonia, com grandes sucessos latinos do momento, seguindo-se o grande artista da noite, que muitos aguardavam, David Garcia. Este subiu ao palco por volta das 22h00. Subiu também ao palco DJ Ptareco e o público deliciou-se até altas horas da madrugada.

Este Festival foi preparado minuciosamente e ao pormenor como confirma ao LusoJornal o responsável do grupo folclórico José Dias. “Deverá ser, para nós, uma Festa para não esquecer, pois trata-se do nosso primeiro Festival, esta equipa é muito unida e desde sexta-feira que trabalhamos em conjunto para fazer uma ótima festa. Como sou prudente, as despesas foram controladas, mas o balanço, até agora, está a ser muito positivo e o stock de mercadoria, diminuiu consideravelmente”. Revela-nos que a opinião de todos conta para o bom funcionamento do grupo. Tem uma equipa unida e coesa. Nos dias de ensaio, ainda tem tempo para reunir com os elementos e falar sobre novas danças. Considera que tem elementos que são “diamantes em bruto”, que necessitam de “alguma autoconfiança” para avançar ainda mais.

Os Corações do Minho de Jons formaram-se em outubro de 2016, pela grande vontade do atual presidente Sr. Marques e do responsável do grupo folclórico José Dias. Inicialmente com cerca de 20 elementos, o grupo conta hoje com cinquenta pessoas, entre tocadores e dançarinos de todas as idades. De salientar a presença de muitos jovens a colaborar na associação. Os ensaios são realizados numa sala cedida pela Mairie de Jons.

A primeira atuação dos Corações do Minho de Jons foi em abril de 2017 no Festival de folclore do grupo Estrelas Douradas de Bourgoin-Jallieu. Nesse mesmo dia foram apadrinhados pelo grupo folclórico Juventude do Alto Minho de St. Priest. Foi a partir deste momento que os Corações do Minho começaram a fazer a sua história.

 

LusoJornal Artigos

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 5 Votos
2.6
X