Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.
Ensino

 

O 7º Encontro da rede de Ensino Português no Estrangeiro vai realizar-se, presencialmente, esta terça-feira, dia 26 de julho, a partir das 9h30 (hora de Lisboa), no Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), em Lisboa, será igualmente aberto à participação online.

A Sessão de Abertura contará com a presença dos Secretários de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Francisco André e da Educação, António de Oliveira Leite, da Presidente do ISEG, Clara Raposo, e do Presidente do Conselho Diretivo do Camões I.P., João Ribeiro de Almeida.

O Encerramento está a cargo do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Paulo Cafôfo.

Centrando-se nas dimensões e conceitos da cultura portuguesa e da cidadania, o Encontro, que reúne Coordenadores, Adjuntos de Coordenação, Docentes do EPE e Leitores de Língua e Cultura Portuguesa em universidades estrangeiras, pretende refletir sobre como integrar e operacionalizar nos programas do EPE, de modo transversal e progressivo, competências nestes domínios, a par das competências linguísticas que os mesmos já encerram, concorrendo para o desenvolvimento de cidadania global e pluricultural.

Segundo nota do Instituto Camões, depois das intervenções institucionais, a primeira parte do Encontro, em formato de mesa redonda, conta com a participação da Conselheira Cultural de Portugal na Alemanha, Patrícia Salvação Barreto, do Diretor de Serviços da Direção-Geral da Educação, Hélder Pais, e do Investigador e Historiador Luís Farinha, centrará a reflexão nas aceções atuais ao conceito de Cultura e em representações da Cultura portuguesa, na partilha da experiência recolhida pelo Ministério da Educação na construção do perfil do aluno do ensino básico e secundário do ponto de vista da cidadania e do lugar da História (de Portugal) nos programas do EPE.

Seguindo a metodologia de anteriores encontros, na segunda parte serão partilhados projetos e reflexões nestes domínios desenvolvidos por docentes da rede, constituindo propostas de boas em torno da temática de cultura e cidadania em que o encontro se centra. Neste âmbito, é conferido destaque ao projeto desenvolvido pelo Camões IP, através da CEPE Espanha/Andorra, e o Turismo de Portugal centrado na integração da cultura gastronómica na aprendizagem da língua portuguesa.

Ainda segundo a nota do Instituto Camões, a rede EPE integra 323 docentes que apoiam o ensino e a aprendizagem da língua e da cultura portuguesa a jovens que frequentam o ensino básico e secundário nos países 17 países abrangidos, bem como 51 leitores que exercem funções em universidades em 41 países.

Em termos globais, a intervenção do Camões, I.P. estende-se a mais de 70 países, através, para além desta sua rede direta de docência, dos cerca de 300 protocolos assinados com associações e instituições de ensino básico, secundário e superior estrangeiras, pelos quais se concretiza o apoio à criação de escolas associadas do Camões I.P., à contratação de docentes por parte de universidades estrangeiras e à criação de Centros de Língua Portuguesa e de Cátedras Camões.

 

Donativos LusoJornal
X