Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

No sábado dia 11 de janeiro, de manhã, na cantina do Lycée Alexandre Dumas de Saint Cloud, transformada em sala de espetáculos, as turmas de Première (11º ano) e de Terminale (12º ano) da Secção Internacional Portuguesa apresentaram a peça de teatro «Viriato», baseada na obra homónima de 2003 da autoria de Diogo Freitas do Amaral, político português recentemente desaparecido.

A história da peça percorre a biografia de Viriato, um mito que é considerado um dos fundadores da nação portuguesa. Este herói lusitano tornou-se uma lenda na segunda metade do século II a.C., quando apenas o povo português sobrevivia ao domínio romano. Este soldado, que alguns afirmam ter sido um simples pastor, foi o chefe de um grupo de guerreiros lusitanos, que dedicou alguns anos da sua vida a atacar o exército romano. As suas vitórias sobre o inimigo terminaram com um acordo de paz em que o Senado o reconhecia como «Cintux dos Lusitanos». Mas a traição de alguns dos seus colaboradores mais próximos, que o assassinaram enquanto dormia, pôs fim à sua carreira militar e política. Esta foi a oportunidade de os alunos conhecerem esta figura e de compreenderem melhor a guerra entre lusitanos e romanos.

Este projeto foi desenvolvido pelas professoras Ana Cristina Martini e Carla Lourenço desde o ano letivo passado e envolveu a totalidade dos alunos das duas turmas, num total de 17 jovens atores. Depois da leitura e análise da peça, seguiu-se a distribuição e memorização dos papeis individuais e a expressividade e a movimentação de cada personagem foram aperfeiçoadas em cada ensaio semanal. Por último, foram escolhidos os trajes e marcada a data da apresentação deste projeto aos pais e amigos mais próximos, que compareceram em grande número para alegria dos alunos.

O local foi gentilmente cedido pela Proviseure do liceu, Mme Mathieu, que também fez questão de assistir na primeira fila, apesar de não compreender uma só palavra de português, tal como alguns familiares de alunos. No final, disse que todos estavam de parabéns, admirou o facto de os alunos terem preparado muito bem o seu texto e destacou o talento para a interpretação de algumas alunas. Os professores desta Secção internacional também ficaram muito satisfeitos com o empenho e a motivação dos alunos, o que resultou num espetáculo muito dinâmico e agradável.

Os alunos envolvidos agradeceram a presença da Proviseure, dos pais e familiares mais próximos e também o apoio das professoras de português e do professor de história, Miguel Guerra, o Diretor da secção. Tudo terminou num convívio em que se comeram alguns petiscos preparados pelas mães e se brindou também ao novo ano.

 

Patrícia Cerqueira de Almeida

Delegada da turma de Première da SIP de Saint Cloud

 

Cultura
X