Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Academia do Bacalhau de Paris regressou aos jantares: “Alegria está de volta”

Donativos LusoJornal

 

A alegria de conviver voltou à Academia do Bacalhau de Paris com a realização do primeiro jantar após 19 meses de interrupção por causa da Covid-19. Foi na casa Canelas, em Pierrefitte-sur-Seine (93), que o Presidente Manuel Soares convidou as “Comadres” e os “Compadres” para o recomeço dos jantares-tertúlias mensais, que eram habituais antes da paragem.

Para este primeiro jantar, os anfitriões – Carlos e Antónia Gonçalves – fizeram apelo ao Chef António Vieira, vindo expressamente do Porto para cozinhar o repasto com um “toque” gastronómico.

O Cônsul Geral de Portugal em Paris, Carlos Oliveira, fez questão de estar presente – como todos os seus antecessores desde 2008 – e, no uso da palavra, realçou o “papel” importante da Academia nas ações solidárias aos mais desfavorecidos dos compatriotas e recordou que nos seus estatutos a Academia do Bacalhau tem como objetivos: “Fomentar, encorajar e desenvolver relações de amizade, cooperação e confraternização entre os seus associados, independentemente da sua etnia, posição social ou grau de cultura; Fomentar, encorajar e desenvolver relações de convívio, amizade e cooperação entre as Comunidades portuguesas e outras Comunidades, nomeadamente com vista à defesa do prestígio e expansão da portugalidade; Fomentar, encorajar e desenvolver iniciativas que contribuam para a difusão da cultura e valores tradicionais portugueses e valores tradicionais do país onde existem Academias; Fomentar, encorajar e desenvolver a assistência moral e material a instituições de beneficência”.

Com a conjuntura pandémica, a Academia do Bacalhau, tem sido muito solicitada e para tal é preciso que os jantares solidários se possam realizar com a frequência que era a de antes da paragem, em março de 2020.

Em relação a este primeiro jantar, todas as ‘Comadres’, ‘Compadres’ e outros convidados apreciaram não somente as iguarias servidas, mas também “o ambiente caloroso e alegre” que passaram. Houve boa disposição, houve sorrisos e abraços “virtuais” e o agora em vigor “chek” como cumprimento. Houve também, como sempre, a generosidade de todos os convivas e a promessa de se reverem mensalmente como antes da pandemia.

O Presidente da Academia do Bacalhau de Paris, Manuel Soares, já anunciou os dois próximos jantares-tertúlias: no próximo dia 5 de novembro, no restaurante Mar Azul, em Champigny-sur-Marne, com o artista Jorge Lomba, e no dia 4 de dezembro, com o Jantar de Gala.

Manuel Soares também relembrou que entre estes dois eventos, haverá a já tradicional campanha “Roupas sem fronteiras”, uma operação que consiste a recolher roupas, calçado, roupa de casa, de cama, de cozinha e até brinquedos que já não servem ou que já não têm utilidade e que enchem os armários, mas que servirão a quem mais necessita.

 

Luís Gonçalves

 

Associações
X