Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A apresentação prevista para esta tarde, no Consulado-Geral de Portugal em Paris, pelas Edições Chandeigne, do conto musical “Kô & Kô, les deux esquimaux”, foi adiada para data ulterior.

“Kô & Kô les deux esquimaux” de Maria Helena Vieira da Silva, com texto de Pierre Gueguen, foi originalmente publicado em 1933 pela fundadora da Galeria Jeanne Bucher Jaeger, mas a nova edição das Edições Chandeigne agora editada, e que devia ser apresentada hoje, aparece em forma de um disco-livro com narração de Maria de Medeiros.

Trata-se de uma história surreal da jornada de dois esquimós que partiram para explorar o mundo. Cada página é acompanhada por uma pintura da artista, “de uma beleza e de uma forma que encantam crianças e adultos” diz uma nota da editora. “Desta forma, este livro convida os mais pequenos para o mundo da arte e da imaginação, em particular graças aos personagens para recortar que se encontram nas páginas do livro, transformado numa cena de teatro”.

A poesia da história, o seu aspeto surreal, a beleza dos desenhos e a evocação das paisagens atravessadas pelos personagens da história, atraíram a atenção do compositor português Sérgio Azevedo e do pianista Bruno Belthoise, que assim criaram uma história musical.

Esta tarde estava previsto que o pianista Bruno Belthoise, da associação “Les Nouveaux Talents”, evocasse, com a editora Anne Lima, a novidade desta nova edição de “Kô & Kô”. Uma projeção original criada por Maud Alessandrini, a partir das pinturas de Vieira da Silva, devia igualmente ser projetada, acompanhada pela composição de Sérgio Azevedo.

 

Cultura
X