Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

A Associação Franco-Portuguesa Joie de Vivre de Vélizy-Villacoublay (78) está neste momento “numa situação de interrupção das atividades”, como praticamente todas as associações franco-portuguesas.

“O impacto desta pandemia de Covid-19 foi negativo porque tivemos de anular diversos eventos, tanto a nível cultural como desportivo” disse ao LusoJornal o Presidente da associação, António Abreu.

A associação tem um grupo folclórico e uma equipa de futebol. “Esperamos regressar às atividades assim que nos for possível realizá-las legalmente” refere António Abreu, argumentando que “após este período de confinamento / desconfinamento, temos diversas atividades programadas em parceria com a nossa Marie”.

O Presidente da associação não sabe ainda como vão reagir os associados depois desta pandemia passar. “Atualmente é difícil ter uma perspetiva correta acerca da futura adesão aos próximos eventos”.

Mas António Abreu mantém-se positivo. “Estamos otimistas e pensamos que a situação poderá ser ultrapassada, mas dependerá dos próprios serviços das associações” explica ao LusoJornal. A situação de pandemia vai deixar cicatrizes no movimento associativo português em França, e segundo o Presidente da associação, a confiança dos associados ganha-se. Tudo vai depender “da forma como irão optar por funcionar, tentando sempre garantir a confiança das pessoas através da própria qualidade dos seus serviços, sejam eles a nível cultural ou desportivo”.

 

Associações
X