AILD anuncia os vencedores do Concurso Literário “As minhas férias em Portugal”

Associações

 

A Associação internacional dos lusodescendentes (AILD) e a Radio Arc en Ciel de Orléans anunciaram os vencedores do Concurso Literário “As minhas férias em Portugal” no qual participaram quase 200 concorrentes.

Segundo a organização, os jovens autores “enviaram os seus textos um pouco de todo o mundo e provaram que a página em branco não os assusta”.

A cerimónia oficial de entrega dos prémios aos vencedores e aos participantes que receberam uma Menção honrosa terá lugar no sábado, dia 7 de janeiro, a partir das 14h00, na Casa de Portugal da Cidade Universitária em Paris.

“A qualidade dos trabalhos destes potenciais escritores confirma que a língua portuguesa tem futuro e que esta nova geração de lusodescendentes, naturalmente plurilingue e multicultural, é (também) o garante da nossa língua comum. A riqueza intelectual destes jovens poliglotas de amplos horizontes fica evidente nestas participações e demonstra à sociedade que Portugal não termina em Vilar Formoso e que, pelo contrário, graças a eles, se prolonga muito além das fronteiras portuguesas” diz uma nota de imprensa das duas associações.

A cerimónia de entrega dos Prémios vai começar um atelier intitulado “Leitura e escrita: dicas para criares a tua própria história” animado pelo escritor Nuno Gomes Garcia e por Sara Novais Nogueira, mestre em Línguas, Literaturas e Civilizações Lusófonas. Os dois intervenientes “ajudarão os jovens escritores a consolidarem métodos de leitura e de escrita de modo a fazer explodir a criatividade literária no interior de cada um deles”. Este curso gratuito está aberto a todos os jovens dos 8 aos 17 anos.

Depois, às 15h30, começa a cerimónia de entrega dos Prémios e Diplomas própriamente dita. No fim, um lanche será oferecido pela Casa de Portugal.

“Esta nova geração de falantes de português, que vivem em França, na Alemanha, no Reino Unido ou na Suíça e em muitos outros países, dará um enorme contributo para o futuro da língua portuguesa e das culturas lusófonas. Esta constatação certifica a importância da missão da AILD e da Rádio Arc-en-Ciel que visa apoiar e divulgar o trabalho artístico dos milhões e milhões de lusofalantes a viverem no estrangeiro” dizem os organizadores.

Os organizadores dizem que a escolha dos grandes vencedores foi difícil. Por entre prosa e poesia, histórias de família, viagens no tempo e jornais de bordo, os sete membros do júri tiveram a rude missão de selecionarem os vencedores.

O escritor Nuno Gomes Garcia presidiu o júri, ao lado de Ana Paixão, Diretora da Casa de Portugal da Cidade Universitária de Paris, Cristina Alves, Presidente do Conselho de administração da Radio Arc-en-Ciel, Cristina Passas, Diretora executiva da AILD e Coordenadora da Associação Comercial e Industrial de Mirandela, Luís Costa, jornalista e subdiretor da RTP Internacional, Sara Novais Nogueira, educadora de infância, mestre em Línguas, Literaturas e Civilizações Lusófonas, Diretora cultural da AILD (delegação de França) e mentora do “Literanto”, projeto de promoção da leitura, e Sofia Romeiro, Secretária do Gabinete de Vereação da Câmara Municipal de Almeida.

 

Vencedora na categoria A:

“O espírito do rio” de Clara Silveira Dunand

 

Vencedora na categoria B:

“Detalhes, hospital e borboletas” de Léane de Abreu

 

Menção honrosa na categoria A:

“As minhas férias em Portugal” de Matéo Augusto Rodrigues

“Minhas viagens por Portugal fora” de Manuel Moreira Fonseca

“A volta a Portugal em sonho” de Mickael Dias Brito

 

Menção honrosa na categoria B:

“Ano Novo” de Diego Badolato Viala

“O amor de Alcobaça” de Sara da Cruz

“O palácio mágico” de Carolina Marques Cabral

 

Donativos LusoJornal