Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Pontault-Combault recebeu e perdeu frente ao Nîmes por 27-31 no Ginásio Roger Boisramé num jogo a contar para a terceira jornada. João Moniz foi titular, enquanto Gonçalo Ribeiro entrou no decorrer do encontro. Recordamos aliás que no andebol as substituições são ilimitadas.

Na tabela classificativa o Pontault-Combault continua no 14 e último lugar sem nenhum ponto.

O LusoJornal falou com Gonçalo Ribeiro sobre este início de temporada e o jogo frente ao Nîmes.

 

Como podemos analisar esta derrota frente ao Nîmes?

Estivemos na luta durante todo o jogo, aliás chegámos ao intervalo a perder apenas por um golo. Na segunda Parte entrámos um pouco desgastados. Estamos a trabalhar para estar bem em todas as fases do jogo. E claro enquanto isso não estiver resolvido, vamos sentindo esses efeitos do cansaço. No entanto quero destacar a parte final em que estivemos a perder por dez, e acabámos a perder por quatro. Isto é positivo dentro do negativo porque mostra que podíamos ter equilibrado o jogo. O Nîmes é muito forte em certos aspetos do jogo como o contra-ataque que tentámos contrariar, mas não foi o suficiente. Agora é continuar a trabalhar e preparar o próximo jogo frente ao Saint Raphaël.

 

Como podemos explicar os momentos menos acertados do Pontault?

Talvez sentimos uma certa pressão por estarmos a jogar em casa perante o nosso público e porque queríamos marcar os nossos primeiros pontos no campeonato. Isso teria sido importante. Não foi possível.

 

O que precisa de melhorar o Pontault para conquistar os seus primeiros pontos?

Podemos sempre melhorar em certos aspetos. Nós já sabíamos que o campeonato ia ser complicado. Temos de ser realistas. Até agora jogamos frente a equipas que costumam andar pelos lugares cimeiros da tabela classificativa como o Nantes ou Nîmes, e talvez podíamos ter feito melhor, ou equilibrar mais o jogo, frente ao Ivry. O calendário também não é fácil, agora vamos defrontar o Saint Raphaël, depois o Paris, e ainda o Montpellier. São jogos complicados, mas vamos sempre dar tudo, e tentar ganhar.

 

O que falta à equipa?

Faltam os primeiros pontos. No entanto continuamos concentrados, fortes coletivamente. Passo a passo, todos juntos, vamos conseguir arrecadar os primeiros pontos.

 

O próximo jogo será frente ao Saint Raphaël…

Não tem tido o início de temporada que certamente desejaria. É uma equipa que não está forte em termos de resultados, mas temos de ser realistas, é uma equipa com muitos pontos fortes e vamos tentar contrariá-los. Vamos tentar conquistar os dois pontos, mas é óbvio que não é uma deslocação fácil. Tudo é possível e vamos tentar vencer.

 

Na próxima jornada do campeonato francês de andebol, o Saint Raphaël de Joël da Silva recebe o Pontault-Combault de João Moniz e de Gonçalo Ribeiro pelas 20h00, o Dunkerque de Wilson Davyes vai medir forças com o Ivry também pelas 20h00, enquanto o Tremblay de Pedro Portela desloca-se ao terreno do Toulouse pelas 20h30, todos os jogos realizando-se a 26 de setembro.

 

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
9.4
X