Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Anemasse: Vanessa Ferreira tem duas paixões, a enfermagem e o Fado

Cultura

 

Vanessa Ferreira mora na cidade de Anemasse, na Haut-Savoie, e tem na sua vida uma grande paixão: a de cantar Fado. Nasceu em Lisboa e tem 34 anos, é casada, tem um filho e é enfermeira numa EHPAD.

Quando começou a cantar Fado, começou também por participar em concursos organizados na região do Algarve, onde morou até à idade de 23 anos. Durante esses anos, interpretou Fados do autor Raimundo Seixas, entre outros, e obteve grande sucesso participando em várias galas de Fado com outros fadistas, mas também cantando em casas de Fado nas cidades algarvias.

Chegou a Lyon há cerca de 4 anos, a cidade que os pais escolheram para emigrar no início dos anos 2000. Um pouco mais tarde, por razões profissionais, vai até à Haute Savoie, onde se fixou e onde trabalha.

Rapidamente faz conhecimento com vários músicos que residem também na região e que a convidaram para integrar, como vocalista, um grupo de música rock francês, os “Miss Good Bliss”. Este grupo rapidamente vai acumular sucessos com a sua presença e carisma e, pouco a pouco, quase todos os fins de semana tinham concertos de música moderna com tendência rock-n’roll.

Mas Vanessa Ferreira tinha outras qualidades vocais e também outras ambições, pois a sua paixão é o fado – a música que a acompanha desde jovem menina. Pouco a pouco fez também conhecimento com guitarristas que a podem acompanhar para interpretar fado e pode novamente começar a cantar em público, no meio associativo português, em várias regiões francesas. Mas cantou também para um público francês, também cativado pelo timbre da voz, pela presença em palco e pela interpretação.

“Hoje, além do meu trabalho profissional, que também muito me apaixona, canto em serões de Fado, a solo, e por vezes acompanhada por outros fadistas, em França, na Suíça e até noutros países. Por agora interpreto muitos temas de autores, alguns da minha autoria e tenho o projeto de gravar um álbum com Fados inéditos meus” confiou Vanessa Ferreira ao LusoJornal.

“Tenho já vários serões de Fado agendados até ao final deste ano 2022, mas estou sempre atenta as propostas que me são feitas, e tento conciliar da melhor maneira as duas agendas, a da minha profissão e a de cantora, de Fado ou de música moderna” disse ao LusoJornal. “Para mim, cantar Fado é estar em simbiose durante as interpretações com os maiores fadistas portugueses e a minha principal inspiradora é, e sempre será… Amália Rodrigues”.

 

Infos: vanessaferreirafado@gmail.com

 

Donativos LusoJornal
X