LusoJornal | Jorge Campos

António Pires recebe a Medalha de Ouro de Vaulx-en-Velin e torna-se Cidadão de Honra da cidade

Comunidade

 

No domingo 4 de dezembro os autarcas de Vaulx-en-Velin, na região de Lyon, entregaram a Medalha de Ouro da cidade ao cidadão português António Pires Miranda, que reside neste município desde os anos setenta e onde sempre foi muito ativo em projetos sociais e associativos. Agora torna-se Cidadão de Honra da cidade.

“Estou muito orgulhosa por conhecer o Senhor Pires. Eu ainda era apenas Conselheira municipal e já tínhamos muitos contatos pois ele vinha encontrar-me para me expor os problemas da Comunidade portuguesa e não só, mas também da vida social multicultural da nossa cidade de Vaulx-en-Velin. É uma pessoa muito generosa, íntegro e que gosta da justiça, seja ela social ou outra. Tenho grande amizade e respeito por ele” disse ao LusoJornal a Maire Hélène Geoffroy.

A cerimónia teve lugar nos salões da Mairie de Vaulx-en-Velin, na presença da Maire Hélène Geoffroy, que durante muitos anos foi Conselheira municipal. Hélène Geoffroy estava acompanhada pelo seu Chefe de Gabinete, Nordine Tria, Muriel Lecerf da Segurança civil, Cherazade Gahrouri do Registo civil e Liliana Badiou Delegada às geminações e às relações internacionais. Estava também presente um público numeroso, nomeadamente da Comunidade portuguesa que reside na parte Este de Lyon.

“Hoje vou nomeá-lo Cidadão de Honra de Vaulx-en-Velin por todo o trabalho e empenho que ele fez durante décadas, onde a sua Comunidade sempre teve um ponto de grande interesse e concretizou vários projetos” disse Hélène Geoffroy. “Foi ele o incansável promotor da geminação entre Vaulx-en-Velin e Ponte da Barca, de onde ele é originário. Um dia ele disse-me que se eu fosse eleita Maire, tinha que concluir este projeto de geminação, e o desejo foi cumprido em 2019, no mês de dezembro, após várias visitas a Portugal onde ele sempre me acompanhou. Ele trabalhou sem descanso para este processo de geminação que se traduziu na assinatura do Protocolo de Geminação, assinado pela Maire da altura, a senhora Valdo, e foi também criada a ‘Aliance Franco-Portugaise’ de Vaulx-en-Velin”.

António Pires foi o fundador de três grandes associações portuguesas na cidade de Vaulx-en-Velin, onde o folclore minhoto tinha – e ainda tem – a sua principal atividade. Durante as três décadas de setenta, oitenta e noventa, António Pires sempre integrou equipas de Direção dessas associações. Hoje algumas ainda existem e outras foram extintas, como o foi a Casa do Minho, a sua última criação.

“Ultimamente António Pires participou com os seus conselhos e amizade, na criação da associação Casa da Barca. Ele sempre nos acompanhou às reuniões com a Mairie, para apresentarmos o nosso projeto. Ele tem muitos conhecimentos com toda a estrutura da Mairie de Vaulx-en-Velin, o que nos facilitou muito a criação da nossa associação” disse ao LusoJornal Carole Morais, a Presidente da Casa da Barca. “Todos nós que somos minhotos e oriundos da mesma região de Ponte da Barca, estamos também muito orgulhosos de o contarmos como nosso amigo”.

A receção foi organizada pela Mairie e pela associação portuguesa. O grupo de folclore apresentou algumas danças e fez dançar vários membros da equipa municipal, incluindo a Maire Hélène Geoffroy. Tudo finalizou à volta de uma “merenda” com especialidades portuguesas.

António Pires Miranda estava acompanhado pelos seus familiares, recebeu todas as honras e agradeceu a todos os presentes esta “manifestação de carinho”, o testemunho e também a presença dos muitos amigos.

“Ele é um exemplo a seguir, é um criador generoso… pois muitas vezes a sua vida familiar passava depois dos eventos e dos projetos que ele organizava” disse ainda Alberto Santos, um dos presentes, que afirmou conhecer António Pires há cerca de quarenta anos.

 

Donativos LusoJornal