Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

No sábado, dia 2 de fevereiro, a partir das 13h00 e até às 18h00, Annie Maltinti e Kalliroï Raouzeou irão organizar um atelier de canto lusófono no espaço Stardust, em Toulon. Uma parte do atelier será dedicado à “Polifonia do Brasil: o Nordeste no centro das atenções” e outra a “Fados e tradição portuguesa: o blues de Portugal”.

Na primeira parte – “Polifonia do Brasil: o Nordeste no centro das atenções” – será discutido com precisão as noções de escuta polifónica, misturando vozes como se fossem instrumentos variados. Concretamente, é uma questão de conseguir ter uma escuta atenta da sua própria voz e uma escuta orientada para ouvir o conjunto. A polífonia sendo muito mais do que uma simples harmonização, será aperfeiçoada a pronúncia comum das vogais para fazer ressoar as harmónicas e tender naturalmente para uma melhor afinação. Será trabalhado o som comum, o pedal ou o drone que é um som prolongado sobre o qual se sucedem diferentes acordes e ainda os melismas (vogais do ditongo, tipo de deslizes entre várias notas, variações).

As canções de trabalho propostas são: “Asa Branca” de Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira / 1947 e “Plantio de amor” cujo compositor é Dominguinhos e o texto é de Climério.

Na segunda parte – “Fados e tradição portuguesa: o blues de Portugal” – será trabalhada a fonética, os ornamentos e a liberdade vocal dos fadistas, o ritmo interno do canto e a interpretação.

As canções de trabalho propostas são: “Só à noitinha” de Frederico de Freitas; “Barco negro” de F. Brito, F. Trindade, J.D. Ferreira e “Meu lírio roxo”, tradicional do Alentejo.

Annie Maltinti nasceu em Marseille, em Saint Mauront. Após estudos de guitarra clássica com Jean-Emmanuel Jacquet, Annie Maltinti concentrou-se na voz com a descoberta do canto polifónico occitano integrando o Lamparo Company. Ela canta com o quarteto vocal Enco de Botte – occitano e corso – que se completa com os arranjadores: Lionel Belmondo, Lawrence Fickelson Rodin Kaufmann e os músicos: Enco e Co Thomas Bourgeois (percussão iraniana), Magali Rubio (clarinete baixo), Jean-François Luciani e Thomas Cipriani, cantores em Attrachju e Tavagna. Completou a sua formação através do estudo da polifonia corsa e mais especificamente para paghjella no “Centre d’Art Polyphonique de Corse” com Jean-François Luciani. Juntou-se ao grande conjunto vocal Madalena, iniciado por Manu Théron. Recentemente, criou Nova Troba com Gil Aniorte Paz em torno de formas poéticas trovadoras dos círculos brasileiros e canta a poesia de Robert Lafont transposta em música. Em 2014, Annie juntou-se às Les Dames de la Joliette lideradas por Gil Aniorte Paz.

Kalliroï Raouzeou é uma cantora e pianista grega, que carrega a herança musical de seu país e que se abriu a outros estilos musicais (música francesa, world music e música contemporânea). Participa no projeto Fadorebetiko no qual mistura as músicas populares de Portugal e da Grécia: o fado e o rebetiko.

Aberto a todos

 

Stardust

Place des Savonnières

83000Toulon

Infos: 06.16.10.62.77 ou 06.76.29.38.95

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.1
X