Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Grupo parlamentar do Bloco de Esquerda (BE) considera necessária a contratação de mais trabalhadores consulares, para dar “resposta efetiva” ao fluxo de pedidos de visto e de nacionalidade portuguesa nas secções consulares.

Em pedido de esclarecimento dirigido ao Ministério dos Negócios Estrangeiros, na sequência da suspensão de pedidos de nacionalidade portuguesa no Consulado-geral de Portugal em São Paulo, Brasil, o BE vincou que “seria expectável que o Governo português tivesse um plano de contingência para lidar com a crescente solicitação” da Comunidade brasileira.

Os Deputados do BE admitiram terem ficado surpreendidos com aquela comunicação e questionaram o Ministério dos Negócios Estrangeiros sobre se “o aumento de demanda dos pedidos de nacionalidade portuguesa justifica a suspensão”.

“Coincidentemente, o Consulado Geral de Portugal em São Paulo já era, em 2016, o posto consular com o segundo maior número de atos praticados (164.195), ficando apenas atrás do Consulado Geral de Portugal em Paris (194.387), sendo que, no ano passado, chegou mesmo a ser o posto com mais atos consulares praticados em toda a rede externa portuguesa”, afirmam os Deputados.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 1 Voto
9.4
X