Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Bruno Silva é um jovem empresário dos arredores de Lyon, nascido de famílias humildes da zona de Serralva, Santa Maria da Feira. Nasceu em França, perdeu o pai com a idade de 9 anos e cedo teve de lutar para ultrapassar dificuldades económicas. Com força de vontade e determinação, conseguiu ultrapassar essas barreiras. Seguindo a opinião do orientador de estudos, optou por fazer um BTS “Action Comercial” num Liceu em Villeurbanne (69) no qual terminou com Menção Honrosa.

Iniciou a sua carreira profissional aos 19 anos, na área comercial, numa empresa de manutenção de relvados.

Mais tarde foi convidado para trabalhar como comercial numa empresa de venda de automóveis localizada na periferia de Lyon. Destacou-se como comercial prestigiado, servindo de exemplo e formando novos empregados. A maioria dos seus clientes eram Portugueses, que viram nele uma pessoa de confiança, que vendia um produto de qualidade.

Bruno Silva confessa ao LusoJornal que “esta empresa começou com um ponto de venda e duas pessoas, incluído eu, com 10 automóveis para venda. Quando saí da empresa, com o cargo de responsável de vendas, deixei três pontos de venda e 15 pessoas a trabalhar e mais de 500 carros para venda e um atendimento muito personalizado”. Conta-nos que na altura vendia 25 carros por mês a Portugueses, durante os meses de abril, maio e junho, e que “passava os sábados a falar português”!

Com forte personalidade, confiante, e com outras ambições, foi através de um convite de uma amiga, Virginie Carneiro, uma lusodescendente, que Bruno Silva pensou em criar o seu próprio negócio. Não no setor automóvel, mas no imobiliário.

E foi ao terceiro dia e ainda “apalpando terreno”, que um antigo cliente do ramo automóvel o contactou, pedindo-lhe uma estimativa para a venda da sua casa. Bruno Silva vende-a em 3 dias por um valor claramente superior à sua concorrente. Estava lançado no mercado de compra e venda de imobiliário!

Optando por um acompanhamento personalizado do cliente, explica que “é isto que faz a diferença”. Muitas vezes chega a “fazer o papel de psicólogo” junto dos clientes.

Adotou o conceito franchising da imobiliária Efficity e aos 35 anos começou a nova vida profissional. Desde que iniciou neste setor é considerado o “número um” em vendas imobiliárias na zona de Lyon, no grupo Efficity, o que para Bruno Silva é sinónimo de “muito esforço”.

Começou por trabalhar em casa, só necessitando de um computador, um telemóvel e um carro. Hoje, aos 40 anos, o negócio “corre-lhe bem” face à concorrência, mas não dispensa o apoio familiar – a esposa integrou a equipa e faz a gestão dos recursos humanos. Comenta que “o português tem de ver as coisas em grande e ter confiança em si próprio”. E esta é a conduta que escolheu.

A empresa Efficity não trata simplesmente da compra e venda de casas, Bruno Silva explica ao LusoJornal que a empresa está constantemente a recrutar colaboradores, e ao integrar a Efficity, o colaborador torna-se Consultor imobiliário independente. A empresa oferece formação contínua, acompanhamento inicial e várias ferramentas são colocadas à disposição do colaborador, tal como estudos de mercado que permitem estimar o bem dos seus clientes, ferramentas de marketing profissionais tais como folhetos, outdoors, etc.

A remuneração é atraente, pois cada colaborador ganha 70% das próprias vendas, recebendo sempre também uma recompensa por cada venda da respetiva equipa que vai de 0,5% a 7%. Quanto mais a rede se expandir, mais receitas recebem e mais independentes são das próprias vendas.

Hoje Bruno Silva passou de 15 para 73 colaboradores na sua rede de consultores imobiliários independentes e confessa-nos que realizou 400 mil euros de volume de negócios em 2018, cerca de 60 vendas por ano, uma média de uma venda por semana.

O objetivo para este ano é conseguir chegar a 150 colaboradores na sua estrutura operacional de trabalho em França. E prevê a curto prazo mudar-se com a família para Portugal e desenvolver o conceito Efficity, na zona do Porto.

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 2 Votos
9.6
X