Foto de arquivo

Campeão do mundo em 2018 Adil Rami contratado pelo Boavista

O Boavista anunciou ontem a contratação do defesa-central francês Adil Rami, que em 2018 venceu a última edição do Campeonato do mundo de futebol com a França, assinando com o jogador que estava sem clube.

Aos 34 anos, Rami, 36 vezes internacional pela França (um golo), chega a Portugal para representar os ‘axadrezados’, que publicaram um vídeo com o defesa, mas não divulgaram a duração do contrato, que a imprensa especializada avança ser de duas épocas.

“Muito orgulhoso, muito feliz de fazer parte desta equipa. Espero ganhar muitos jogos e vou dar o melhor de mim”, exclamou, em francês, o futebolista, num vídeo em que a equipa do Bessa destaca a ‘festa’ do título mundial, em 2018.

O defesa estava sem clube após uma passagem sem sucesso pelos russos do Sochi, onde não jogou, devido à pandemia de Covid-19, numa época que começou no Fenerbahçe, da Turquia, com sete jogos após a saída do Marseille.

Antes, tinha representado o Sevilha, com quem ganhou uma Liga Europa, e o Valência, em Espanha, e o AC Milan, em Itália, já depois de se destacar pelo Lille, com quem conseguiu vencer Liga e Taça de França em 2011.

No Mundial’2018, ganho com a França, não alinhou em qualquer partida, e dois anos antes fez os primeiros quatro jogos dos gauleses no caseiro Euro’2016, perdido para Portugal.

A contratação do defesa segue-se, três dias depois, à do guarda-redes brasileiro Léo Jardim, por empréstimo do clube francês Lille, entrando num plantel a que chegou também o compatriota Yanis Hamache, mas também nomes como o inglês Angel Gomes e o angolano Show, ambos também por empréstimo do Lille, o espanhol Javi García ou o equatoriano Jackson Porozo.

 

Desporto