Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Deputado social-democrata eleito pelo círculo eleitoral da Europa, Carlos Gonçalves, alertou para a existência de constrangimentos no processo de troca de Cartas de condução entre Portugal e França, questionando o Governo sobre o assunto.

De acordo com Carlos Gonçalves, os condutores com Cartas de condução portuguesa ou francesa estão a ter dificuldades quando pretendem fazer a troca junto dos serviços do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT), em Portugal, ou nos serviços administrativos franceses.

Em causa está o facto de a guia atribuída na altura do pedido de troca de Cartas ser apenas reconhecida no país onde é tirada, não lhes permitindo conduzir em outros países.

No caso da troca da Carta francesa por portuguesa “o documento que lhes permite viajar em Portugal, não é reconhecido quer em Espanha quer em França não lhes permitindo, assim, conduzir ou sequer alugar uma viatura nestes países o que causa a todos estes cidadãos grandes transtornos”, disse Carlos Gonçalves.

A mesma situação acontece também em França “com todos os detentores de Carta portuguesa que a pretendem trocar por uma Carta de condução francesa, que acabam por receber um documento que também não os habilita a conduzir fora do território francês”.

Carlos Gonçalves recorda que o processo de entrega da nova Carta é habitualmente moroso, obrigando muitas vezes os condutores a renovar a referida guia mais do que uma vez. “No caso dos pedidos feitos em França, os mesmos devem ser todos realizados junto dos serviços administrativos que estão centralizados na cidade de Nantes o que provoca ainda mais dificuldades a todos estes cidadãos”, apontou o Parlamentar.

Por isso, Carlos Gonçalves questiona o Governo sobre se conhece esta realidade e se pondera encetar diligências junto das autoridades francesas para tentar ultrapassar estes problemas.

 

Comunidade
X