Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Mais de 1.723 pessoas foram identificadas ontem em França durante os protestos do movimento dos “Coletes Amarelos” e 1.220 foram detidas, indicou fonte policial.

Em Paris, registaram-se 1.082 identificações e mais de 534 pessoas sob custódia.

O Governo indicou que estavam a manifestar cerca de 136.000 pessoas em toda a França, das quais cerca de 8.000 em Paris.

No total foram mobilizados para todo o território francês 89.000 membros das forças da ordem, cerca de 8.000 dos quais para Paris, tantos quanto os manifestantes.

Veículos blindados da polícia militarizada foram excecionalmente mobilizados para a capital francesa e circularam para dissuadir os manifestantes ou destruir barricadas.

Os confrontos no centro de Paris duraram várias horas, com a polícia a utilizar gás lacrimogéneo e canhões de água, mas foram várias as montras partidas e uma galeria comercial foi atacada.

Ainda em Paris, com a mobilidade da polícia que foi atrás dos perturbadores, os confrontos acabaram por se alastrar pela capital inteira, inclusive nas imediações do Consulado de Portugal em Paris, que se situa na rue Georges Berger, no 17° bairro da capital.

Vários confrontos tiveram lugar em frente ao Parc Monceau, e os manifestantes, quando deviam fugir, tentavam refugiar-se nas ruas juntas ao Parc Monceau, inclusive a rue Georges Berger.

De notar que a maior parte dos Coletes Amarelos, e o país inteiro, está agora à espera da alocução do Presidente da República, Emmanuel Macron, para decidir o futuro do movimento. No entanto já há apelos para novas manifestações em Paris, e noutras cidades, no sábado 15 de dezembro.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 4 Votos
6.0
X