Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Como nasceu a tetralogia «Perfeita obsessão» de Elizabeth Trigo? Autora vive em Lyon.

i class="fa fa-camera" aria-hidden="true"> LusoJornal | Marie-Hélène Vazi class="fa fa-camera" aria-hidden="true"> LusoJornal | Marie-Hélène Vazi class="fa fa-camera" aria-hidden="true"> LusoJornal | Marie-Hélène Vazi class="fa fa-camera" aria-hidden="true"> LusoJornal | Marie-Hélène Vaz
Donativos LusoJornal

 

A autora portuguesa Elizabeth Trigo vive em Lyon desde 2012. Nasceu nos Estados Unidos da América, no estado da Califórnia. Com os pais voltou para Portugal quando era criança. Da pequena infância até à idade adulta, viveu em Fornos de Algodres, no distrito da Guarda, na Beira Alta.

Casou aos 19 anos, mãe de duas meninas, emigrou com o marido para França uma primeira vez em 2009. Essa primeira tentativa de viver fora de Portugal não resultou e regressou um ano depois. Mas renovou a experiência em 2012-2013. Hoje reside na região de Lyon e trabalha como esteticista. Confessa que gosta da vida francesa.

«Perfeita obsessão» é uma obra em 4 volumes, sabendo que o primeiro volume tem 700 páginas…

A história de Leonardo e Sophia nasceu de um sonho que viveu quando tinha 15 anos. Adolescente, tinha duas grandes paixões: cantar e escrever. Atenta às pequenas coisas da vida, muito sensível, nessa idade o impacto do sonho foi tão importante na vida da jovem autora, que escrever a intensidade de como o tinha vivido e sentido, foi como deitar no papel o que sentia no coração e na alma.

A primeira versão «escrita» tem 60 páginas! Mas, como se passa de 60 a 700 páginas?

«Pretensão» ganhou mais páginas à medida da evolução da vida da autora.

O casal ficticio, acompanhado de outras personagens, foram evoluindo ao longo dos anos. A inspiração para fazer crescer e amadurecer as personagens veio da sua própria vida, da vida de próximos e de vidas cruzadas. As suas leituras também tiveram um impacto muito forte para a evolução das personagens. Confessa que nas suas influências literárias recentes «foi com Twilight que tudo mudou». Esta saga dá-lhe a coragem de acreditar que um dia a história de Léo e de Sophia podia ser revelada ao público, e com ela essa capacidade «secreta» que Elizabeth Trigo tem de criar e escrever histórias.

A escrita de E.L James com «As cinquenta sombras de Grey» e de Ana Todds com a saga «After», foram impactantes para ir mais «longe» na história íntima e amorosa dos protagonistas principais. Também duas leituras da sua juventude – «Irmã» de Rosamundo Lupton e «O Monte dos Vendavais» de Emily Brontee – influenciaram a escrita da autora.

Elizabeth Trigo chegou de Portugal há poucos dias. Antes de regressar a França, marcou presença na Feira do Livro do Porto e na de Lisboa, para apresentação de «Perfeita Obsessão» e do primeiro volume «Pretensão». O «bebé» da autora, como ela gosta o chamar, está a entrar na vida dos Portugueses desde do início de 2021.

Elizabeth Trigo consegue ter feedbacks dos leitores através da sua conta Instagram (ver AQUI) e da página Facebook (ver AQUI).

As primeiras fãs leram o primeiro volume em menos de 48 horas e obviamente estão à espera do segundo volume. «Já está escrito, está na fase corretiva nesse momento, o nome já foi revelado e será Predileção». O 3° e o 4° volumes já estão bem avançados no desenvolvimento das personagens e também na escrita.

Cada título começa com a letra P. Na saga «Perfeita Obsessão», o primeiro volume chama-se «Pretensão», o segundo «Predileção», o terceiro e o quarto terão também títulos a começar com a letra P… Esta é uma pequena particularidade da obra que tem um significado muito importante para a escritora.

 

Cultura
X