Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Durante o 46º Congresso Mundial das Academias do Bacalhau, que juntou na ilha Terceira, nos Açores, cerca de 450 pessoas, entre quinta-feira e domingo da semana passada, foi reconhecida a Academia do Bacalhau de Bordeaux.

Pouco a pouco, chegaram de outras ilhas, do continente português e do estrangeiro 380 “Compadres” de Academias do Bacalhau, o que, a somar aos mais de 70 Compadres da academia organizadora, ultrapassou os cerca de 450 participantes.

A nova Academia do Bacalhau de Bordeaux, agora reconhecida, já funcionava na prática há quase duas décadas e foi apadrinhada pela Academia do Bacalhau de Paris, presidida atualmente por Fernando Lopes. Para além destas duas, existem em França mais duas Academias do Bacalhau: a de Lyon e a de Rouen.

«Era também preciso a Academia de Bordeaux estar presente em Congresso, e isso ainda não se tinha concretizado», explicou Fernando Lopes, Presidente da Academia do Bacalhau de Paris, citado pela organização do Congresso.

«São sentimentos de orgulho e de agradecimento. Tenho um orgulho imenso por ter conseguido concretizar algo que tem sido difícil de concretizar», diz Fernando da Silva, representante da Academia do Bacalhau de Bordeaux depois da aprovação da proposta. «Temos potencial para ser uma grande Academia. Temos entre 30 a 50 Compadres em cada evento».

As Academias do Bacalhau são associações sem fins lucrativos que têm como lemas “a portugalidade, a amizade e a solidariedade”, angariando fundos para causas sociais.

A primeira foi criada em Joanesburgo, na África do Sul, em 1968, por emigrantes portugueses, e atualmente existem 58 academias espalhadas por todo o mundo.

A Academia-Mãe, na pessoa do seu Presidente José Contente, comprometeu-se desde já a mandar fazer a bandeira e o badalo da Academia do Bacalhau de Bordeaux e a encontrar uma data para a oficialização.

O 46º congresso conta com a participação de pessoas de mais de uma dezena de países, como Estados Unidos da América, Canadá, Venezuela, Brasil, África do Sul, Angola, Moçambique, Namíbia, Suazilândia, França, Luxemburgo, Reino Unido ou Bélgica.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 8 Votos
4.8
X