Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, inaugurou este fim de semana, quatro novas máquinas de recolha de dados biométricos no Consulado Geral de Portugal em Paris.

O evento teve lugar logo depois dos Diálogos com a Comunidade, no sábado à noite, na presença do Cônsul Geral de Portugal, do Cônsul Geral Adjunto e de uma parte da equipa do Consulado Geral.

José Luís Carneiro explicou ao LusoJornal que estas máquinas “melhoram o atendimento, porque cada balcão é individualizado e permite ter uma máquina individualizada para atender os utentes, demorando menos tempo. O processo de digitalização e recolha de dados biométricos é muito mais célere”.

No total, o Governo comprou 50 novas máquinas destas, num investimento de cerca de 400 mil euros e as primeiras quatro máquinas estão já instaladas no Consulado de Paris. “Trata-se de mais um investimento do Governo na modernização dos postos consulares”.

“Estamos a falar num investimento na ordem dos 400 mil euros destinados a qualificar e a acelerar a resposta para dar outra viabilidade aos dados recolhidos nos postos de atendimento para efeitos de emissão do cartão do cidadão e para efeitos de emissão de outros documentos de identidade” explica José Luís Carneiro ao LusoJornal.

Por enquanto ainda vão ficar na Chancelaria as máquinas antigas, enormes, no meio da sala, porque por enquanto ainda só chegaram a Paris 6 máquinas mais modernas. Duas delas estão reservadas para postos satélites do Consulado de Paris e quatro estão já a funcionar.

O Secretário de Estado testou as máquinas. Os funcionários do Consulado não vão agora ter de se levantar para ajudar os utentes a recolher os dados biométricos, porque se trata de máquinas bem mais pequenas, que ficam na mesa de trabalho, à frente do utente.

 

 

Gostou deste artigo? Vote, participe!
Votação do Leitor 11 Votos
6.5
X