Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

O Governo cabo-verdiano decidiu adiar para agosto a retoma dos voos internacionais no arquipélago, inicialmente prevista para julho, alegando o recrudescimento dos casos de Covid-19 na Europa, nomeadamente em Portugal, disse à Lusa o Ministro do Turismo.

“O que se fez foi a avaliação daquilo que está a acontecer na Europa, designadamente em Portugal que é o nosso principal parceiro, com o recrudescimento dos casos na última semana, nomeadamente na zona metropolitana de Lisboa, e também com algum aumento de casos nas ilhas”, afirmou o Ministro do Turismo e dos Transportes, Carlos Santos.

Desde 19 de março que Cabo Verde suspendeu todas as ligações aéreas internacionais para conter a propagação da pandemia de Covid-19, permitindo apenas voos de repatriamento.

O plano de desconfinamento, iniciado em junho após dois meses de estado de emergência, previa a retoma dos voos no próximo mês e a Cabo Verde Airlines tinha já anunciado que previa retomar as ligações aéreas em 01 de julho, com um voo para Paris.

“Perante as avaliações que vamos fazendo diariamente e mediante o parecer do Ministério da Saúde, acabamos por adiar a reabertura dos voos internacionais para agosto. Achamos que é a decisão mais correta porque a saúde dos cabo-verdianos é o mais importante”, defendeu Carlos Santos.

Cabo Verde registou até agora 984 casos de infeção pelo novo coronavírus e 8 mortos.

 

Comunidade
X