Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Com 28 anos de idade, após uma infância e uma adolescência partilhada entre Pinela, no distrito de Bragança e Sarcelles, na região parisiense, Miguel Carolino Afonso comprou um programa de Dj, uns pratos e começou a mixar num estúdio que cuidadosamente montou em casa.

O objetivo de “vingar no mundo da música” misturado com uma dose de persistência fê-lo passar da época em que mixava para casamentos e batizados, depois para discotecas e mais tarde para fazer remix oficiais para cantores como Luís Manuel, Rui Fontelas, Daniel Carlini, Iran Costa, Marcus ou ainda para o cantor francês Guy Ange.

“TauTau na Bunda foi o tema que o projetou para as rádios e mais tarde lançou um álbum intitulado “Loucura Mix”.

Com espetáculos cancelados em França e em Portugal, Dj Rico aproveita este momento de confinamento por causa da pandemia de Covid-19 para preparar trabalhos que gostava de lançar em agosto, se as condições lhe permitirem.

 

Como está a viver este período de confinamento?

Estou a viver em França e como toda agente fico em casa.

 

Teve muitos espetáculos anulados?

Em França, entre o mês de maio e julho já foram anulados 5 espetáculos, em Portugal até este momento foram cancelados 6 espetáculos em agosto.

 

Quando espera regressar à atividade?

É uma pergunta um pouco complicada de responder, porque andam sempre a dar novas regras. Por isso não faço a mínima ideia…

 

Durante este período está a trabalhar em alguma novidade?

Sim, estou a trabalhar com dois artistas portugueses. Penso que pelo menos um dos trabalhos sairá antes do mês de agosto.

 

Está preocupado com a situação atual de pandemia?

Sim, muito. No meu parecer acho que nunca mais será igual.

 

Quando esta situação passar, o que espera do “novo mundo”?

Sinceramente penso que vamos ser mais unidos e menos egoístas uns com os outros. Como podemos ver, este vírus não tem fronteira e não vai só a casa dos pobres. Aqui podemos ver que somos todos iguais e não importa a vida social que cada um tenha.

 

Cultura
X