Uma senha ser-lhe-á enviada por correio electrónico.

Manuel Miranda é o guitarrista português mais conhecido de França. Durante muitos anos teve um restaurante em Les Pavillons-sous-Bois, “O Coimbra do Choupal” ao qual chamavam “A Catedral do Fado” e atualmente anima, com Odete Fernandes e Fernando Silva, o programa “Só Fado” na rádio Alfa.

Para além de guitarrista, Manuel Miranda é também fadista e o seu último álbum chama-se “Obrigado Sr. Fado”, lançado em 2015.

Neste período de confinamento, o fadista e guitarrista evoca Santa Cecília, a padroeira dos músicos.

 

Como está a passar este período de confinamento?

O meu confinamento é passado em casa, o momento atual é doloroso, mas só assim me protejo a mim e aos outros desta maldita pandemia.

 

Teve espetáculos anulados?

Sim, tive uma vintena de espetáculos anulados, como fadista e como guitarrista. Mas estou sempre em atividade, tenho a minha guitarra, todos os dias descubro maravilhas no Fado. Estou preparado para voltar aos espetáculos o mais rápido possível, que seja já amanhã…

 

Está preocupado com a pandemia?

Neste momento difícil de pandemia de Covid-19, que afeta toda gente ligada à cultura, ao espetáculo, os artistas, os músicos, e os demais, eu tenho muita esperança, que vamos ter um mundo diferente. “Vai ficar tudo bem”. Eu sou otimista. Espero que a partir de agora, a humanidade seja melhor, que tenhamos aprendido a respeitar mais o planeta e que Santa Cecília tenha pena de todos nós.

 

Cultura
X